Portal de Angola
Informação ao minuto

João Lourenço tem oportunidade de reconciliar o MPLA – Moco

MARCOLINO MOCO FALAVA À IMPRENSA, À MARGEM DO VII CONGRESSO EXTRAORDINÁRIO DO MPLA (FOTO: PEDRO PARENTE)

O antigo secretário-geral do MPLA, Marcolino Carlos Moco, declarou neste sábado, em Luanda, que o actual presidente do partido, João Lourenço, tem uma oportunidade singular de reconciliar a classe dirigente, desencorajando actos de perseguição.

Em declarações à imprensa, à margem do VII congresso extraordinário do MPLA, partido no poder, escreve Angop, Marcolino Moco disse ser oportunidade de João Lourenço, homem desta geração, acabar de vez com tais práticas e de recear a diferença de ideias.

Segundo afirmou, acredita que a unidade não se faz só com aplausos e concordância com tudo, mas sim com o reconhecimento dos diferentes e nunca se pensar que só são fiéis ao líder os “sem ideias”, os que só aplaudem.

Marcolino Moco apelou ao pragmatismo ao se lidar com erros gravíssimos de governação, cometidos essencialmente entre 2002 a 2015, sob pena de todas as pessoas importantes do país irem para cadeia.

Defendeu que a responsabilização deve ser ética e moral, promovendo-se a justiça reestaurativa, adaptável à realidade angolana, ao invés de se importar modelos europeus ou outros.

Considerou sensatas as medidas tomadas no sentido de se manter funcionais as empresas constituídas, com fundos públicos, mesmo na anormalidade, por garantirem serviços e empregos, revendo-se inclusive a sua titularidade.

Aconselhou a se evitarem erros como os cometidos depois da independência Nacional, ao se partir tudo que parecia ser colonial para se construir tudo de novo .

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »