Portal de Angola
Informação ao minuto

Artista gospel reprova exploração comercial do estilo

Artistas tencionam proporcionar momento de adoração em Show Gospel "Deus Ama Angola" (DR)

O músico huilano de estilo gospel, António Morais, lamentou hoje, no Lubango, que muitos de seus colegas usem a música religiosa para fins comerciais, em vez de evangelizar, o que retira o propósito de transmissão da mensagem religiosa.

Em declarações à Angop, a propósito da sua participação de um concerto gospel a acontecer a 30 do corrente sob a égide da MMP-Produções, o músico com 15 anos de carreira artística, afirmou que a música gospel é “forte”, por evangelizar a sociedade a abdicarem-se do mal e abraçar somente a Deus, pelo que não deve compactuar com a ânsia pelo dinheiro.

“A música gospel contribui igualmente no processo de reconciliação nacional, por incutir na sociedade, o novo espírito de valores cívicos, morais e culturais”, disse.

Defendeu, a necessidade de os artistas terem muita atenção na recolha de ideias, pois o país tem um novo rumo e é preciso que cada um seja mensageiro da palavra de Deus.

Sobre o actual estado da música gospel na província da Huíla, admitiu que haver melhorias, mas lamentou os custos elevados praticados pelos estúdios na produção discográfica.

Dados do gabinete provincial da cultura, juventude e desportos indicam o controlo de mais de 100 artistas do estilo gospel, de um universo de mil e 200 cadastrados entre amadores e profissionais.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »