Radio Calema
InicioDesportoFutebolFutebol: Gilberto antevê CAN difícil

Futebol: Gilberto antevê CAN difícil

Angop

O antigo capitão da selecção nacional de futebol Gilberto Amaral considerou complicada a série de Angola no CAN2019, a decorrer no Egipto de 21 deste mês a 19 de Julho, tendo em conta o potencial dos adversários, sobretudo a Tunísia e o Mali.

Ao perspectivar a participação dos “Palancas Negras” na prova, o médio distribuidor justificou a sua posição com o facto de, a seu ver, os adversários acima citados possuírem técnica apurada, praticarem um futebol rápido e serem matreiros na abordagem do jogo.

Para contornar tais adversidades, o actual director técnico do FC Bravos do Maquis disse ser determinante maior coesão defensiva, determinação e eficácia na finalização, visto haver no grupo orientado por Srdan Vasiljevic jovens com talento para iniciar uma nova trajectória em competições do género, cujos nomes não avançou.

Diante das selecções tunisina e maliana, acrescentou, é importante que Angola marque golos nos minutos inicias, a fim de aumentar os níveis de confiança e ser capaz de vencer.

O ex-jogador do Petro de Luanda e Al Alhy do Egipto lembrou os últimos encontros da selecção nacional com estes oponentes e disse que Angola tem jogadores que possam inverter a história do desaire ante os Tunisinos (1-3) na final do CHAN2011, no Sudão, e do “célebre” empate diante do Mali (4-4) no CAN2010 que o país albergou.

Por outro lado, Gilberto, cuja carreira terminou em 2015, aventou a possibilidade de os Palancas Negras poderem contar com o apoio do povo egípcio, fruto da sua prestação e dos seus compatriotas Flávio Amado e Avelino Lopes no Al Alhy local.

Formado nas escolas do Petro de Luanda, o antigo internacional transferiu-se para o Al-Ahly do Egipto em 2002, onde em sete anos venceu seis campeonatos nacionais, uma Supertaça e três Ligas dos Campeões Africanos, tornando-se um dos mais bem sucedidos jogadores estrangeiros naquele campeonato.

Representou também o Lierse da Bélgica, o AEL Limassol do Chipre, ao serviço do qual conquistou o campeonato cipriota em 2012, tendo terminado prematuramente a carreira no Benfica de Luanda, em consequência de um traumatismo craniano.

Para o CAN2019, o seleccionador Srdan Vasiljevic conta com Toni Cabaça, Landu, Ndulo, Isaac, Paizo, Dani Massunguna, Stélvio, Wilson, Herenilson, Macaia, Djalma Campos, Mateus Galiano, Wilson Eduardo, Gelson Dala, Bruno Gaspar, Jonathan Buatu, Edi Afonso, Evandro Brandão, Mabululo, Show, Bastos, Geraldo e Freddy.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.