Portal de Angola
Informação ao minuto

Assembleia Nacional promove campanha de recolha de donativos

Imagem de arquivo (Angop)

A Assembleia Nacional (AN) promove, a partir de ontem, quarta-feira, uma campanha de solidariedade de recolha de donativos para apoiar a população afectada pela seca na região do centro e sul do país.

A campanha, com duração de 30 dias, tem como objectivo angariar bens de primeira necessidade para apoiar as vítimas da seca das províncias do Cunene, Cuando Cubango, Huíla, Namibe e Benguela.

A presidente em exercício da AN, Emília Carlota Dias, disse que devido ao sofrimento da população atingida pela seca fez com que deputados e funcionários da Assembleia Nacional juntassem-se a uma causa filantrópica que tem envolvido a sociedade angolana, nos últimos tempos.

Fez saber que foi constituído um grupo de trabalho para criar as condições necessárias para recolher os bens alimentares não perecíveis, roupa usada e outros produtos da sexta básica.

Com o mesmo propósito, o Secretariado Executivo Nacional da OMA lançou hoje, quarta-feira, em Luanda, uma campanha de solidariedade de recolha de bens de primeira necessidade para apoiar as vítimas da seca das províncias do Cunene, Namibe, Huíla e Cuando-Cubango.

A campanha, a decorrer até ao dia 31 de Julho deste ano, visa arrecadar alimentos não perecíveis, roupa usada, água de mesa, produtos de higiene, medicamentos, entre outros bens, para apoiar os sinistrados da seca de algumas regiões do sul do país.

A secretária-geral da OMA, Luzia Inglês, que orientou a cerimónia, disse que pretende envolver na campanha órgãos de comunicação social, empresas de camionistas, entre outras organizações.

Referiu que a campanha vai abranger as 18 províncias do país e apelou à população a contribuir nesta iniciativa doando bens de primeira necessidade para ajudar a minimizar as dificuldades enfrentadas pela população atingida pela estiagem.

O ponto de entrega dos bens em Luanda é no edifício sede nacional da OMA, na avenida Comandante Gika, Alvalade.

Cuando Cubango

Uma tonelada de produtos diversos foi recebida, ao longo desta semana, pela Emissora Provincial da Rádio Nacional de Angola (RNA) do Cuando Cubango, no âmbito de uma campanha para acudir as vítimas da seca que afecta a região sul do país.

Constam entre os bens recolhidos arroz, fuba de milho, açúcar, sabão, sal, óleo vegetal, massa alimentar, água de mesa, calçados, cobertores, roupas usadas, material escolar, dinheiro, entre outros bens.

Em declarações hoje, quarta-feira à Angop, o chefe de Produção da Emissora Provincial da RNA do Cuando Cubango, Aristides Kito, precisou que a campanha começou a 8 do corrente e vai terminar dia 8 de Julho, deste ano.

Essa iniciativa, ressaltou, visa apoiar as famílias afectadas pela seca, principalmente das províncias do Cunene, Huíla, Namibe e Cuando Cubango.

Apesar da boa aceitação da campanha por parte dos habitantes do Cuando Cubango, Aristides Kito apelou à população, igrejas, autoridades tradicionais, empresas públicas e privadas no sentido de apoiarem mais a iniciativa para minimizar a carência das vítimas da seca.

Segundo o jornalista, a província do Cuando Cubango com maior incidência para os municípios do Cuangar, Calai, Dirico e Rivungo, sofrem também com o efeito da seca.

Deu a conhecer que a campanha vai encerrar com um show musical, no Largo 23 de Março, na cidade de Menongue, capital da província do Cuando Cubango, que também servirá para recolha de mais bens de primeira necessidade.

Malanje

O governador provincial de Malanje, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, juntou-se hoje, quarta-feira, à campanha solidária de recolha de donativos lançada pela Rádio Nacional de Angola (RNA), ao doar cerca de uma tonelada de bens de primeira necessidade para acudir as vítimas da seca do sul do país.

Dos bens, entregues constam feijão, sal, sabão, arroz, açúcar, água de mesa, óleo e massa alimentar, fuba, detergentes, cobertores, roupa usada, entre outros produtos.

Norberto dos Santos, na ocasião, enalteceu a iniciativa da RNA e disse que a sua acção visa ajudar a minimizar a carência da população atingida pela seca das províncias do Cunene, Namibe, Huíla e Cuando Cubango.

Apelou à população de Malanje a ser solidária e aderir à campanha, que decorre sob o lema “Unimos o país pelas vítimas da seca”.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »