- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África Uganda confirma primeiro caso de Ébola do surto congolês

Uganda confirma primeiro caso de Ébola do surto congolês

O Governo do Uganda anunciou hoje um caso de um paciente infectado naquele país com o vírus do Ébola, naquele que é o primeiro caso no exterior do surto iniciado na República Democrática do Congo (RDCongo), escreve o DN que cita a Lusa.

O Ministério da Saúde do Uganda acrescentou que a paciente é uma mulher congolesa e que está num distrito próximo da fronteira com a RDCongo.

O contágio de uma vítima em território fora da RDCongo representa uma ameaça para o trabalho das autoridades sanitárias, que têm monitorizado e isolado potenciais infectados com Ébola ao longo da fronteira do país.

Desde o início da epidemia, declarada em Agosto de 2018 na RDCongo, os números do Ministério da Saúde congolês apontam para 2.062 infectados, dos quais 1.968 confirmados em laboratório, 94 casos prováveis, enquanto 569 pessoas já foram curadas.

De acordo com o Ministério da Saúde da RDCongo, há 280 casos suspeitos sob investigação e seis novos casos confirmados em várias localidades da província de Kivu Norte e Ituri: três em Mabalako, um em Beni, um em Musienene e outro em Mandima.

A epidemia de Ébola assola as províncias de Kivu Norte e Ituri, no nordeste da RDCongo.

Em Abril, um comité de especialistas da Organização Mundial de Saúde (OMS) considerou que o surto na RDCongo, ainda que seja “profundamente preocupante”, ainda não constitui uma emergência mundial.

A transmissão internacional de uma doença é um dos factores principais para que a OMS declare que um vírus constitua um estado de emergência mundial.

Além disso, 113 profissionais de saúde foram infectados com o vírus do Ébola, dos quais 37 morreram, de acordo com o Ministério da Saúde da RDCongo.

Segundo o Ministério da Saúde, até ao dia 09 de Junho foram vacinadas 131.860 pessoas e atendidas 64.841.584 pessoas nos centros de tratamento.

A RDCongo já foi atingida nove vezes pelo Ébola, depois da primeira manifestação do vírus no país africano, em 1976.

- Publicidade -
- Publicidade -

MIREX cria comissão para reajustes após denúncias de “esquemas de compadrio”

No grupo de trabalho comandado pelo embaixador Alves Primo, salta à vista o nome da chefe do Departamento de Formação de Quadros, para quem...
- Publicidade -

Presidência da Comissão Económica da Comunidade dos Estados da África Central entregue a Angola

Angola vai presidir à Comissão Económica da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) nos próximos cinco anos. O Conselho de Ministros da Comunidade...

Covid-19: João Lourenço troca ida ao Centro de Quarentena do Calumbo por visita à Clínica Girassol

O Presidente da República já não vai visitar o centro de Quarentena do Calumbo, como estava previsto até ao princípio da tarde de hoje. A...

Covid-19: Cerca de 60 internados do Calumbo prometem protesto durante visita do Presidente

O Presidente da República corre o risco ser confrontado, este sábado, durante a sua visita ao Centro de Quarentena do Calumbo, com a revolta...

Notícias relacionadas

MIREX cria comissão para reajustes após denúncias de “esquemas de compadrio”

No grupo de trabalho comandado pelo embaixador Alves Primo, salta à vista o nome da chefe do Departamento de Formação de Quadros, para quem...

Presidência da Comissão Económica da Comunidade dos Estados da África Central entregue a Angola

Angola vai presidir à Comissão Económica da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) nos próximos cinco anos. O Conselho de Ministros da Comunidade...

Covid-19: João Lourenço troca ida ao Centro de Quarentena do Calumbo por visita à Clínica Girassol

O Presidente da República já não vai visitar o centro de Quarentena do Calumbo, como estava previsto até ao princípio da tarde de hoje. A...

Covid-19: Cerca de 60 internados do Calumbo prometem protesto durante visita do Presidente

O Presidente da República corre o risco ser confrontado, este sábado, durante a sua visita ao Centro de Quarentena do Calumbo, com a revolta...

Nyusi e Momade marcam novo arranque desmobilização e reintegração dos militares da Renamo

O Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, e o líder da Renamo, na oposição, Ossufo Momade, retomaram nesta sexta-feira, 5, na província de Sofala o...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.