Portal de Angola
Informação ao minuto

População no Cuanza Norte clama por serviços sociais

Abastecimento de água (DR)

Habitantes da aldeia da Pedreira, a 11 quilómetros de Ndalatando, capital da província do Cuanza Norte, pediram ao governo a construção de um sistema de tratamento e distribuição de água potável.

Para o soba Francisco Rendeiro, explica Angop, que falava em nome dos 192 habitantes da localidade durante um encontro com o governador do Cuanza Norte, Adriano Mendes de Carvalho, a falta de um sistema de captação, tratamento e distribuição de água potável na localidade obriga a população a consumir água não tratada retirada em cacimbas e rios, com os vários riscos inerentes.

Além da água e da energia eléctrica, os aldeões solicitaram também a construção de um posto de saúde e uma nova escola para atender a demanda de crianças, cujo número não precisou, matriculadas da iniciação a quarta classe.

Em resposta as solicitações, o governador prometeu trabalhar para dar solução às preocupações nos domínios da água, electricidade, educação e saúde, mediante a construção de algumas infra-estruturas, ainda neste ano.

Neste primeiro dia de visita ao município do Cazengo, o governante deslocou-se também a aldeia do Quilómetro 13, com uma população estimada em 340 habitantes, onde constatou problemas semelhantes, incluindo a existência de cerca de 50 crianças que estudam debaixo de árvores, por falta de salas de aulas.

A visita de constatação e auscultação do governador as localidades e instituições públicas e privadas do município do Cazengo (sede da província) estende-se até a próxima sexta-feira da próxima semana.

As populações das duas comunidades dedicam-se, maioritariamente, a agricultura.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »