Portal de Angola
Informação ao minuto

Nyusi exige que homens da Renamo parem de aterrorizar a população

Filipe Nyusi (DR)

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, disse ontem, terça-feira, que há homens armados da Renamo que estão a ameaçar a população nas províncias de Tete e Manica.

“Há homens da Renamo no mato a ameaçar as populações. Temos este problema em Moatize (província de Tete) e no distrito de Bàrué (Manica)”, disse Filipe Nyusi.

O chefe de Estado moçambicano falava durante um comício na província de Tete, no centro de Moçambique.

De acordo com Nyusi, as alegadas ameaças do braço armado da Renamo nestas regiões está a atrasar o desenvolvimento local, na medida em que as populações têm medo de circular em determinados pontos.

“Num destes distritos, ficamos durante muito tempo com três a cinco escolas fechadas porque as crianças estavam com medo de ir à escola. Não pode haver moçambicanos a serem proibidos de circular”, afirmou Nyusi, acrescentando que caso a situação continue as autoridades serão orientadas para agir.

O Governo e a Renamo continuam a negociar uma paz definitiva em Moçambique, tendo as partes previsto que até agosto, antes das eleições de 15 de outubro, seja assinado um acordo de paz no país.

Um dos pontos mais complexos das negociações tem sido a questão do desarmamento, desmobilização e reintegração dos homens armados da Renamo.

O principal partido da oposição exige a presença dos seus quadros no Serviço de Informação e Segurança do Estado (SISE) e nas academias militares, o que não tem tido resposta por parte do executivo moçambicano.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »