Portal de Angola
Informação ao minuto

Movimentos moçambicanos da sociedade civil formam partidos políticos

Marcha pela paz em Maputo, Sábado 27 de Agosto. Foto gentilmente cedida por Eliana Silva. Moçambique (DR)

VOA

Nas últimas semanas, Moçambique tem estado a conhecer a transformação de movimentos da sociedade civil em partidos políticos.

Exemplo disso são os partidos PODEMOS, de Abílio Forquilha;e Nova Democracia, de Salomão Muchanga, cujos integrantes estão ligados respectivamente a Ajudem e ao Parlamento Juvenil.

Os dois líderes são optimistas.

Muchanga, ex-presidente do Parlamento Juvenil, diz que o Movimento Nova Democracia representa as aspirações dos que pretendem contribuir para “aprofundando da democracia em Moçambique”.

Nova Democracia não vai apostar nas eleições presidenciais.”Nós temos um foco muito concreto que é o Parlamento eas Assembleias Provinciais, porque acreditamos numa primeira contribuição, através de uma experiência humilde”, explicou Muchanga.

Muchanga dizque “o Parlamento Juvenil vai continuar a fazer o seu trabalho na sociedade civil”.

O Podemos, por seu turno, já apresentou o produtor musical Hélder Mendonça (Dinho XS Zouk), como seu candidato presidencial.

“O partido é muito jovem, não se pode esperar que tenhamos um compatriota ou um candidato que tenha experiência de governação de cinco anos, estamos a começar e acreditamos nas pessoas que nós temos”, disse Forquilha.

Fazendo a leitura relevância das duas formações, o jurista Egídio Plácido diz que “nascem com uma carga social muito forte”.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »