Portal de Angola
Informação ao minuto

Manifestantes sudaneses interrompem campanha de desobediência civil

(Photo by ASHRAF SHAZLY / AFP)

Os líderes do protesto democrático no Sudão concordaram em interromper a sua campanha de desobediência civil e retomar as negociações com a junta militar, informou o mediador etíope nesta terça-feira (11).

A notícia do suposto acordo, segundo a AFP, deve ser confirmada pelos militares, numa altura em que um alto diplomata americano preparava-se já para viajar a Cartum com o objectivo de pressionar os generais no poder para que detenham a repressão contra os manifestantes.

“A Aliança para a Liberdade e Mudança acordou interromper a desobediência civil a partir de hoje”, anunciou Mahmud Drir, mediador desde que o primeiro-ministro do seu país, Abiy Ahmed, viajou para o Sudão na semana passada.

Acrescentou que “ambas as partes também acordaram retomar logo as discussões” sobre a transferência do poder para uma administração civil.

O mediador etíope explicou que “em um gesto de boa vontade” os militares aceitaram “libertar todos os presos políticos”.

Na noite desta terça-feira, o Conselho de Segurança das Nações Unidas condenou firmemente a violência no Sudão e pediu à Junta Militar e ao movimento de protesto que trabalhem juntos para encontrar uma solução para a crise.

Os protestos no Sudão começaram em Dezembro, quando o preço do pão triplicou e, na sequência, evoluiu para um movimento político.

Após a destituição do presidente Omar Al-Bashir por parte dos militares em 11 de Abril, milhares de manifestantes que estavam acampados em frente ao quartel-general do Exército recusaram-se a deixar o local, passando a exigir a transferência de poder para os civis.

Desde 3 de Junho, a repressão no Sudão deixou 118 mortos e mais de 500 feridos, segundo indica o Comité de Médicos, ligado ao movimento.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »