Portal de Angola
Informação ao minuto

Alargamento do Comité Central marcam congresso do MPLA

(DR)

A estratégia para o processo eleitoral das eleições autárquicas previstas para 2020 e o alargamento do Comité Central marcam, sábado, os trabalhos do 7.º Congresso Extraordinário do MPLA, indica uma nota do partido no poder em Angola.

Segundo o comunicado, o conclave, sob o lema “MPLA e os Novos Desafios”, vai decorrer no Complexo Turístico Futungo 2, em Luanda, e será presidido pelo líder do Movimento Popular de Libertação de Angola, João Lourenço, igualmente chefe de Estado angolano.

Sem a liderança do MPLA estar em causa, os dois temas fortes são o alargamento do Comité Central do partido, em que existem 134 candidatos para se juntarem aos 363 membros atuais, e a estratégia para as primeiras autárquicas em 44 anos de independência de Angola, cujos contornos estão ainda por definir, estando por conhecer se se realizarão simultaneamente em todo o país, como defende a oposição angolana, ou em apenas alguns dos municípios, tal como pretende o partido.

De acordo com a Lusa, o conclave, que contará com 2.591 delegados, tem também na agenda “ajustamentos pontuais” aos estatutos do partido, relacionados com o alargamento do Comité Central e “outros”, e também a aprovação dos documentos finais, como a resolução geral do 7.º Congresso Extraordinário, e as diferentes moções a apresentar.

“Segundo os Estatutos do MPLA, qualquer órgão ou organização do partido, a nível nacional ou um terço dos participantes ao último congresso ordinário (realizado entre 17 e 20 de agosto de 2016) podem propor ao Comité Central ou ao presidente do partido a convocação de um congresso extraordinário, indicando, na proposta, as razões, sendo que o CC delibera, depois de consultar os órgãos intermédios, o que veio a acontecer”, lê-se na nota.

No 6.º Congresso Extraordinário do MPLA, realizado a 08 de setembro de 2018, João Lourenço, Presidente de Angola desde setembro de 2017, foi eleito líder do partido com 98,58% dos votos, sucedendo a José Eduardo dos Santos, que presidiu o partido desde 1979.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »