Portal de Angola
Informação ao minuto

Mais de 300 famílias da aldeia de Nhata consomem água imprópria

Imagem ilustrativa (DR)

Trezentas e 10 famílias residentes na aldeia de Nhata, comuna de Mufuma (município de Kwaba Nzoji), Província de Malanje, consomem água imprópria provenientes de charcos, cacimbas e lagoas, o que está a provocar casos de diarreias agudas e febre tifoide a crianças e adultos.

Segundo a Angop, a informação foi avançada segunda-feira, pelo soba daquela circunscrição, Pedro Gouveia Ferrão, durante as festividades do 63º aniversário da comuna de Mufuma, tendo realçado a urgente intervenção da administração municipal, para a mudança do actual quadro.

Enumerou ainda outros problemas com que a população se debate, com destaque para a falta de energia eléctrica, aumento de salas de aula e melhoria de via de acesso.

Em resposta, o administrador comunal de Mufuma, Augusto Ambriz, disse que consta das prioridades dinamizar os sectores da saúde, educação, energia e água para as melhorias das condições sociais da população.

Garantiu nos próximos dias resolver o problema de água, uma vez que administração municipal de Kiwaba Nzoji tudo está a fazer no sentido de construir um tanque de água para abastecer aquela população.

Com uma extensão de mil e 700 quilómetros quadrados, a comuna de Mufuma conta com uma população estimada em 10 mil e 28 habitantes distribuídos em 2 sectores nomeadamente Quifucussa e Quissua.

O primeiro posto administrativo de Mufuma foi criado a 10 de Junho de 1956

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »