Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Rússia condena novas sanções dos Estados Unidos contra Cuba

(DR)

A Rússia repudiou hoje o agravamento das sanções dos Estados Unidos contra Cuba, após Washington proibir viagens culturais e educacionais em grupo para a ilha.

“Condenamos veementemente o recrudescimento do bloqueio anticubano por parte dos Estados Unidos”, indicou a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova, na sua conferência de imprensa semanal.

O Governo dos EUA proibiu a partir de hoje os cruzeiros a Cuba e restringiu visitas culturais de cidadãos norte-americanos, numa nova tentativa de sufocar a economia cubana e responder ao seu “papel desestabilizador” na América Latina.

De acordo com o JN que cita a Lusa, as medidas anunciadas na terça-feira estreitam o embargo comercial na ilha e procuram pressionar Havana, capital cubana, a retirar o seu apoio ao Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

Em comunicado, o Departamento de Estado referiu que o objetivo é terminar com o “turismo oculto” que, segundo a mesma fonte, “serviu para encher os bolsos dos militares cubanos, que são as mesmas pessoas que apoiam Nicolás Maduro na Venezuela e que reprimem o povo cubano na ilha”.

No início da semana passada, o ministro dos Negócios Estrangeiros de Cuba, Bruno Rodríguez, visitou Moscovo, onde se encontrou com o seu homólogo russo, Sergey Lavrov.

Ambos se mostraram unidos contra as “medidas coercivas unilaterais” dos Estados Unidos contra os seus países, em particular o embargo contra a ilha e as tentativas de Washington de reativar a doutrina Monroe na Venezuela.

“Vamos prestar todo o tipo de ajuda”, assegurou o vice-primeiro-ministro russo, Yuri Borisov, ao seu homólogo cubano, Ricardo Cabrisas, sobre a situação criada pelas restrições dos EUA.

Desde que chegou à Casa Branca, em janeiro de 2017, o Presidente dos EUA, Donald Trump, endureceu a política face a Cuba com sanções aos hotéis da ilha, reduções de pessoal diplomático e a ativação de uma lei que permite pedidos em tribunais dos EUA por bens expropriada após a Revolução de 1959.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »