Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Sandra Coredeiro actua no Camões

(Foto enviada pela fonte)

O CAMÕES/CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS vai acolher, no dia 13 de Junho de 2019 (5ªfeira), pelas 19H00, o Concerto “MAIS DE MIM” da cantora e compositora SANDRA CORDEIRO.

No concerto “MAIS DE MIM”, SANDRA CORDEIRO fará uma viagem retrospectiva pelo seu percurso artístico, revisitando artistas, músicas e “ídolos” que fizeram parte da sua infância e adolescência.

Músicas que a inspiraram, e continuam a inspirar, contribuindo para o que é hoje como artista. Interpretará temas de sucesso junto do público, que lançou ao longo dos 15 anos de carreira, designadamente “Tata Zambi”, “Luandense”, “Esquece”, “Tempo”, “Ji minina”, “Hello”, “When i fall in love”, “Don’t worry be happy”, “Eu te prometo”, “Chicco Burrué”.

SANDRA CORDEIRO desde cedo, viu despertar em si o gosto pela música. Frank Sinatra, Nat King Cole e Bobby Macferrin foram alguns dos seus ídolos musicais, influenciada pelo gosto musical do seu pai.

Começou a cantar, como solista, aos 12 anos na igreja do Carmo em Luanda. Nesse tempo, descobriu que a sua vocação era seguir a carreira musical. Em 2001, com 16 a nos, participou no programa “Estrelas ao Palco”, conquistando a terceira posição com um tema de Anastácia.

Depois disso, iniciou um percurso diversificado com participações em bandas e actuação em bares. Acompanhou o trabalho de vários músicos, designadamente, Carlos Lopes, Mário Rui, banda de jazz Gumbo, entre outros.

Em 2005, participou no Festival da Canção LAC, onde conheceu o produtor musical Nino Jazz, que considera de grande importância para o impulso da sua carreira.

Em 2006, venceu o concurso “Voz da Spin”. Nesse mesmo ano, venceu o “Prémio Canção de Luanda” nas categorias de “melhor voz”, “melhor letra” e “melhor interpretação”. Ainda nesse ano, conquistou o 1º lugar no concurso nacional “Variante 2006” com o tema “Luandense” de Matias Damásio.

Em 2009, venceu o “Prémio Revelação Feminina 2009” e o Prémio “Criatividade”, pelo seu primeiro disco Tata’Nzambi”.

Foi nomeada prix decouverte rfi da rádio francesa, entre as 10 melhores vozes e revelação, a nível de África e Ilhas Caraíbas entre 500 concorrentes.

Em 2009, participou no Festival de Jazz de Luanda. Participou no 3º Festival de Cape Town Festival em 2011.

Em 2014, foi vencedora da categoria afro-jazz do ano no Top Rádio Luanda. Ainda em 2014, foi vencedora da categoria afro-jazz World Music no AMA (Angola Music Award)

Lançou dois trabalhos discográficos: Tata’zambi, em 2006 e Luandense, em 2013.

Neste último trabalho teve a colaboração do produtor angolano, Nino Jazz, do produtor do músico brasileiro Djavan, Paulo Calasans e do músico e guitarrista sul-africano, Jimmy.

Um trabalho que mistura sons diversificados, numa mistura de ritmos culturais de diferentes partes do mundo, com composições de Sandra Cordeiro, Filipe Mukenga Kizua Gouregel, Totó, Jack Kanga e Matias Damásio.

(Nota enviada ao Portal de Angola com pedido de publicação)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »