Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Benguela: População rural alertada sobre perigo da serpente mamba-negra

Com um veneno letal, a picada da serpente "mamba-negra", mata em 30 minutos e o seu antídoto é de difícil obtenção. (DR)

A decana da faculdade de medicina da Universidade Katyavala Bwila, Paula Regina Simões de Oliveira, alertou, esta sexta feira, em Benguela, as populações das zonas rurais a terem cuidado com a serpente “mamba-negra”, que ao picar mata em pouco tempo, por possuir um veneno letal.

De acordo com a docente, que falava à Angop, a margem da palestra sobre “Envenenamento por serpente, de importância médica em Angola”, promovida pela cooperativa dos criadores de gado bovino, explicou que a picada da “cobra mamba-negra” mata em trinta minutos e que o seu antídoto é de difícil obtenção.

“As populações das zonas rurais devem colocar botas ao irem para os campos agrícolas ou olhar primeiro onde pisam, porque as vezes a serpente pode estar a descansar e basta um peso em cima dela para sermos picados ao se defender”, disse, afirmando que o antídoto para combater a mordedura dessas cobras é escasso no país.

Paula de Oliveira referiu ainda que, em alguns casos, para se manter em stock, algumas farmácias importam esses “soros antiofídicos” a partir da África do Sul, e que uma ampola é comercializada no valor de 360 dólares norte americanos.

Entretanto, informou que a própria dosagem do medicamento é produzido através do próprio veneno, com realce para o Brasil.

Quanto a sua dosagem para o tratamento, disse ser necessário 10 ampolas de soro com o custo de três mil e 600 dólares, dai ter realçado que para um animal (gado bovino) seria necessário muito mais, de acordo com o seu peso.

Paula Oliveira deu a conhecer que, em Angola existe mais de 300 espécies de serpentes e deste 156 são venenosas, com destaque para a cobra mamba negra, cuja população deve ter todo cuidado possível.

A responsável referiu que em Angola não há ainda dados concretos de picadas de serpente, por constar nas doenças negligenciadas por populares que se dedicam a agricultura familiar, mas que em registos mundiais mais de 11 mil pessoas foram picadas nos últimos em 11 meses, que resultaram em 253 óbitos.

A palestra, promovida pela Cooperativa dos Criadores de Gado de Benguela, contou com a participação de académicos, empresários, médicos, fazendeiros e homens de negócios.

A decana da faculdade de medicina da UKB é doutorada em ciências farmacêuticas na especialidade de toxicologia pela Universidade do Porto e Instituto Butantan. Nasceu em Luanda no dia 28 de Janeiro de 1980.

Como investigadora no mundo académico, conta com 70 participações em eventos científicos, sete em projectos de pesquisa, 15 publicações de artigos científicos, dois diplomas de mérito, duas premiações de mérito nacional e duas internacionais, duas medalhas de ouro na feira de inovação de Nuremberg/Alemanha e uma distinção da Federação Internacional de Associações de Inventores pelo melhor trabalho de investigação científica em 2016.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »