- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Europeias. Costa avisa que vitória não foi “cheque em branco”

Europeias. Costa avisa que vitória não foi “cheque em branco”

RTP

O secretário- geral do PS advertiu o partido que a vitória nas eleições europeias acarreta uma “responsabilidade acrescida” e não é um “cheque em branco”.

No discurso da Comissão Política Nacional do PS, de forma inédita aberta aos jornalistas, António Costa considerou que a legislatura ainda tem trabalho inacabado, mas já faz planos para a próxima legislatur

“Acho que temos boas razões para estarmos confiantes, reconhecidos pela confiança que nos foi renovada, mas perceber bem que essa confiança que nos foi renovada não foi um cheque em branco. Foi mesmo uma responsabilidade acrescida que nós temos para concluirmos nesta legislatura o trabalho que ainda temos em curso, para responder às necessidades que os cidadãos sentem e de preparar com qualidade a próxima legislatura”, disse.

“Se hoje nos podemos orgulhar de podermos dizer que cumprimos tudo o que prometemos, é porque nos preparámos bem para saber o que podíamos prometer e estávamos em condições de cumprir. Essa confiança tem um valor imenso, não podemos abdicar dela e, na próxima legislatura, temos de voltar a provar que é possível”, acrescentou.

No discurso de abertura da reunião da Comissão Política Nacional do PS, o também primeiro-ministro considera, no entanto, que “o trabalho não está acabado” nesta legislatura e que há problemas urgentes para resolver.

Em primeira instância, uma resposta urgente para os serviços do Estado com “funcionamento inaceitável”. “Temos de agir de forma a corrigir, seja nos transportes públicos, seja no Serviço Nacional de Saúde, seja quanto à prestação de serviços básicos como a emissão de cartões de cidadão e passaportes”, salientou.

Em relação aos diplomas pendentes na Assembleia da República, o secretário-geral do PS destacou a importância das leis de bases da Saúde e da Habitação, mas também do Programa Nacional de Infraestruturas “e ao conjunto da legislação laboral essencial para combater a precariedade”, bem como as leis sobre o cadastro na prevenção para o risco de incêndio.
Combate à corrupção e qualidade dos serviços públicos

António Costa apontou à próxima legislatura. Definiu como prioridades centrais o combate à corrupção e o investimento na qualidade dos serviços públicos, mas não afastou o cenário de “contas certas”, estabelecendo como meta colocar a dívida pública abaixo dos 100% em 2023.

Até 2023, se o PS voltar a formar Governo, na sequência das eleições legislativas de 6 de outubro próximo, segundo o líder socialista, as prioridades vão passar pelo “reforço da democracia”, com o aprofundamento da descentralização e combate à corrupção”, pela “manutenção” de um quadro económico de “contas certas”, pelo investimento na melhoria dos serviços públicos.

Costa realçou ainda a necessidade de valorização das funções de soberania, realçando que Portugal assume a presidência da União Europeia no primeiro semestre de 2021, em que terá as relações com África como tema central.

“Temos uma necessidade de reforçar a nossa democracia, o que significa prosseguir o processo de descentralização e aumentar os mecanismos de transparência e de combate à corrupção, sem o que a democracia é minada e a confiança dos cidadãos nas instituições é seriamente afetada”, salientou.

Além da parte económico-financeira, o secretário-geral do PS sustentou que a prioridade na presente legislatura “passou pela recuperação dos direitos que tinham sido cortados a todos os trabalhadores da administração pública, repondo os seus rendimentos e carreiras”.

“Agora, considero imprescindível um reforço muito grande e significativo do investimento na qualidade dos serviços públicos prestados aos cidadãos. Repostos os direitos é necessário avançar naquilo que é indispensável para melhorar a qualidade dos serviços públicos”, frisou.

- Publicidade -
- Publicidade -

Com mais armas na mão e um olho na Rússia

A Suécia está a reforçar o poder militar para responder à crescente actividade militar da Rússia e da Organização do Tratado do Atlântico Norte...
- Publicidade -

Camané, Mário Laginha e Maria Mendes nomeados para os Grammy Latinos

Cerimónia decorrerá a 19 de novembro. Os músicos Camané e Mário Laginha e a cantora Maria Mendes estão nomeados para os prémios de música Grammy Latinos...

Emir do Kuwait, xeique Sabah morre aos 91 anos, anuncia país

Kuwait anuncia em cadeia nacional a morte de seu emir, o xeique Sabah al-Ahmad al-Sabah, que governou o país árabe desde 2006. O mais velho...

Movicel recua na decisão de subir os preços dos diferentes planos tarifários

O clamor dos clientes que se fez sentir depois de o Novo Jornal, a 17 deste mês, ter divulgado em primeira mão, que a...

Notícias relacionadas

Com mais armas na mão e um olho na Rússia

A Suécia está a reforçar o poder militar para responder à crescente actividade militar da Rússia e da Organização do Tratado do Atlântico Norte...

Camané, Mário Laginha e Maria Mendes nomeados para os Grammy Latinos

Cerimónia decorrerá a 19 de novembro. Os músicos Camané e Mário Laginha e a cantora Maria Mendes estão nomeados para os prémios de música Grammy Latinos...

Emir do Kuwait, xeique Sabah morre aos 91 anos, anuncia país

Kuwait anuncia em cadeia nacional a morte de seu emir, o xeique Sabah al-Ahmad al-Sabah, que governou o país árabe desde 2006. O mais velho...

Movicel recua na decisão de subir os preços dos diferentes planos tarifários

O clamor dos clientes que se fez sentir depois de o Novo Jornal, a 17 deste mês, ter divulgado em primeira mão, que a...

Trump é “moralmente falido” e agora “também é financeiramente imoral”: O caso dos impostos vai derrotá-lo ou vai ser esquecido?

Investigação divulgada pelo “New York Times” mostra que Donald Trump pagou apenas 750 dólares em impostos federais no ano em que venceu as eleições...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.