Portal de Angola
Informação ao minuto

Chivukuvuku descarta envenenamento

ABEL CHIVUKUVUKU (CENTRO) LADEADO POR FAMILIARES E O SEU MÉDICO (FOTO: ALBERTO JULIÃO)

O antigo presidente da coligação Convergência Ampla de Salvação Nacional (CASA-CE), Abel Chivukuvuku, rejeitou, nesta quarta-feira, em Luanda, a tese de envenenamento como causa da seu recente hospitalização.

De acordo com a Angop, o político, que é hipertenso e padece de talacêmea (baixa hemoglobina), tinha sido internado, em estado de coma, na Clínica Girassol, em Luanda, devido a malária, problemas renais e respiratórios. Fora, depois, evacuado para a África do Sul.

Hoje, num encontro com militantes, na presença de jornalistas, familiares e do médico pessoal, para agradecer o apoio que lhe foi prestado durante o período em que esteve doente, Chivukuvuku anunciou para Agosto a definição do seu futuro político.

“Preparem-se para a primeira quinzena de Agosto”, reagiu à pergunta sobre o seu futuro, afirmando estar recuperado e pronto para servir o país.

Abel Chivukuvuku foi afastado da liderança da CASA-CE por cinco dos seis partidos que integraram o projecto inicial de constituição da coligação e foi substituído pelo vice-presidente André Mendes de Carvalho.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »