Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Cidade Ndalatando assinala 63 anos

CUANZA NORTE: PANORÂMICA DA CIDADE DE NDALATANDO (FOTO: LUCAS LEITÃO)

Ndalatando, sede provincial do Cuanza Norte, assinala hoje (terça-feira) 63 anos da sua elevação à categoria de cidade, a 28 de Maio de 1956, com aposta virada à atracção de investimento e resgate do estatuto de cidade jardim de Angola, escreve a Angop.

Marcos históricos indicam que a actual denominação “Ndalatando” é resultado da fusão do nome um líder tradicional “Ndala”, e do seu filho “Ntando”, que habitaram a região antes da chegada dos portugueses em Angola, nomenclatura que foi alterada pelo poder colonial para cidade de Salazar, em homenagem ao então presidente do conselho de ministros português, António de Oliveira Salazar.

A então vila Salazar ascendeu à categoria de cidade através do Diploma Legislativo n.º 2.757, primeira série, número 21, do Boletim Oficial do então governo português em Angola, datado de 28 de Maio de 1956.

A denominação “Salazar” foi apenas alterada em 1975, por ocasião do alcance da Independência de Angola, retomando o nome de Ndalatando, que prevalece na actualidade.

As comemorações dos 63 anos das festas da cidade de Ndalatando, abertas a 24 de Maio em curso, estão a ser marcadas com a realização de uma feira internacional de investimento “Expo-Cuanza Norte” virada ao fortalecimento e atração do investimento empresarial na província, que conta com um grande potencial no domínio agrícola, pecuário, turismo e exploração de recursos naturais.

O evento em que participam expositores de diversos ramos de actividade oriundos das províncias de Cabinda, Uíge, Malanje, Cuanza Sul, Namibe, Benguela Huila, além da anfitriã Cuanza Norte, decorre sob o lema “Cuanza Norte aposta na diversificação da economia”.

Entre as principais fontes de atracção de investimento da cidade de Ndalatando destaca-se o potencial de energia eléctrica proveniente das barragens de Cambambe (no Cuanza Norte) e Capanda (em Malanje), que a leva a região a ser considerada como uma das melhores iluminadas do país, visto que a electricidade chega até às zonas recônditas, beneficiando mais 15 mil cidadãos 24 horas/dia.

Em termos de abastecimento de água, a urbe vai contar com o reforço do fornecimento do produto com a construção, em breve, de uma nova captação a 36 quilómetros, a partir do rio Lucala, visando suprir a actual, erguida em 2011, e que dispõe de uma capacidade de bombear 50 metros cúbicos de água/segundo

Ndalatando está a registar igualmente, um grande investimento do governo provincial na reposição dos espaços verdes à luz de um projecto local virado ao resgate do anterior estatuto da urbe de cidade jardim de Angola, associda à medidas de melhoria do saneamento básico com cções de instalação de novos contentores de lixo em várias artérias da cidade e promoção de campanhas massivas de limpeza.

Ndalatando está situada a 190 quilómetros a Oeste de Luanda (capital do país), sendo a capital da província do Cuanza Norte constituída por dez municípios que congregam uma extensão territorial de 20.252 quilómetros quadrados.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »