Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Manifestação de alunos abortada em Bissau

José Mário Vaz, Presidente da Guiné-Bissau (DR)

Depois de manifestações políticas no sábado para exigir ao Presidente do país, José Mário Vaz, a nomeação de um novo Governo, hoje foi a vez dos alunos saírem às ruas de Bissau. Os estudantes tentaram manifestar contra o fecho das escolas públicas.

Segundo avança a RFI, centenas de alunos das escolas públicas de Bissau foram proibidos de manifestar em Bissau. Os estudantes foram dispersados quando ensaiavam danças e gritavam “queremos ir à escola”, para acompanhar uma nova manifestação de rua.

A manifestação foi convocada por causa do fecho das escolas, devido a uma nova greve dos professores. Os docentes reclamam que o governo faça o pagamento de salários em atraso e aplique um conjunto de diplomas legais.

Quando os alunos preparavam a manifestação, a policia apareceu e começou a carregar sobre os jovens.

Um dos porta-vozes dos alunos, Bacar Mané, disse aos jornalistas que a manifestação era do conhecimento do ministro do Interior, Edmundo Mendes.

Os alunos pedem ao Presidente José Mário Vaz que demita Edmundo Mendes por ser o responsável pela carga policial que dizem ter sido “selvática”.

Os alunos prometem continuar a luta para exigir a anulação do ano lectivo nas escolas públicas ou a retoma normal do funcionamento das aulas, coisa que não acontece desde Outubro, devido à várias greves dos professores.

Para os alunos, a carga policial desta segunda-feira vem contrariar as afirmações do Presidente Vaz que garanta que no seu consulado nenhum guineense foi morto ou espancado pelas autoridades, como nos explica o nosso correspondente em Bissau, Mussá Baldé.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »