Portal de Angola
Informação ao minuto

Fundação Lwini constrói centro materno infantil em Belas

ANA PAULA DOS SANTOS - PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO LWINI (FOTO: FRANCISCO MIÚDO)

Angop

Um centro materno infantil e de reabilitação física, com a capacidade para 75 camas, será construído, na zona das “Tendas”, no distrito do Morro dos Veados, município de Belas, em Luanda, pelo Fundação Lwini.

A informação foi avançada hoje, sábado, pela presidente do Fundação Lwini, Ana Paula dos Santos, quando procedia ao lançamento da primeira pedra para a construção do centro, cuja construção da obra vai durar seis meses.

Fez saber que o centro está vocacionado para tender crianças portadoras de deficiência física e psicomotoras

Essa iniciativa, referiu, surge para apoiar as crianças portadoras de deficiência e deixar a população feliz, para que se consiga uma nação mais próspera.

“A Fundação Lwini, durante os seus 20 anos de existência, tem apoiado e abraçado muitas causas em especial as das crianças e o tempo leva-nos a histórias que nos tornam cada vez mais fortes”, ressaltou.

Por seu lado, a directora municipal da Saúde de Belas, Maria Massocolo, enalteceu a iniciativa do Fundação Lwini e salientou que o futuro centro médico materno infantil vai servir de ligação entre as parteiras tradicionais e a unidade pública.

Para a responsável há também a necessidade de capacitar algumas parteiras que ainda não têm formação e apoiá-las com material de trabalho no sentido de prestarem serviços com melhor qualidade.

“Algumas parteiras tradicionais ainda não foram formadas e, em certas situações de partos complicados, elas têm dificuldades de transferir as parturientes para as unidades sanitárias, que em muitos em casos resulta de óbito”, ressaltou.

Informou que o distrito do Belas não possui qualquer unidade sanitária pública, por isso defendeu a necessidade da implementação de um posto de saúde, em cada um dos três bairros que compõem a circunscrição, para atenderem a demanda.

Além dos centros médicos, a responsável frisou a necessidade da construção de um hospital municipal em Belas.

Já a administradora do distrito urbano do Morro dos Veados, Madalena da Conceição, considerou insuficiente as duas escolas públicas do ensino geral existentes na circunscrição, para atenderem os 360 mil habitantes da região.

Esclareceu que a carência de escolas públicas no distrito do Morro dos Veados aconteceu após a divisão administrativa de Luanda, que resultou na perda de quase 80 porcento das suas infra-estruturas.

Durante a jornada de campo, Ana Paula dos Santos lançou o projecto “Praia para Todos”, a partir do qual as pessoas portadoras de deficiência física poderão nadar com auxílio de uma cadeira flutuante.

A presidente do Fundação Lwini doou ainda cadeiras de rodas, muletas, equipamento de trabalho para parteiras tradicionais, colchões, mosquiteiros e material didáctico, assim como visitou uma fábrica de cosmético, o mercado do artesanato e o Museu da Escravatura.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »