Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Trabalhadores dos Comboios-de-Luanda suspendem greve sem respostas

(Foto: Manuel Luamba/DW)

Os trabalhadores do Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) suspenderam nesta sexta-feira, 24, a greve iniciada há 37 dias para exigir, entre várias outras reivindicações um aumento salarial de 80 por cento.

Segundo avança a VOA, a decisão foi tomada numa assembleia-geral dos funcionários que regressam aos trabalhos na segunda-feira, sem no entanto, terem conseguido levar o Governo a se comprometer a cumprir as exigências dos trabalhadores, particularmente o aumento salarial.

Depois de várias negociações, na quarta-feira, o ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu, disse à imprensa pública que as partes discutiram quase todas as reivindicações, à excepção do aumento salarial.

A decisão dos trabalhadores decorre dias depois de um confronto entre alguns e a polícia que acusou 10 deles de boicotar o trabalho da empresa, CFL, por tentarem impedir a circulação de comboios.

O tribunal condenou os 10 trabalhadores a seis meses de prisão, convertidos em multa.

Um trabalhador admitiu à VOA, sob anonimato, que “a pressão é tanta que é hora de preparar outras formas e outros momentos de luta”.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »