Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Falta de certificação impede exportação de mangas para Holanda

Toneladas de mangas estão a apodrecer no Dombe Grande (DR)

A falta de uma certificação fitossanitária, com base no regulamento europeu, impede o empresário angolano Sousa Martins de exportar 120 contentores de manga/ano para Holanda.

Em declarações hoje à Angop, à margem do Fórum Mundial do Turismo, o empreendedor disse que trabalha com o Ministério da Agricultura, desde Janeiro último, para a obtenção de uma certificação da manga nacional.

Sousa Martins, que já tem um acordo de fornecimentos de mangas, com uma empresa holandesa, explicou que um contentor desta fruta ronda os 50 mil euros (cerca de 18 milhões, 451 e 632 kwanzas).

“A nossa dificuldade é obter um certificado que garanta a qualidade das mangas. Eu já traduzi o regulamento europeu para isso e há vários requisitos, caso contrário não entra no mercado holandês ou europeu”, explicou.

Por outro lado, garantiu que já obteve as normas de qualidade da referida fruta (manga) exigidas pela União Europeia.

Sousa Martins, que vive há 20 anos na Holanda, informou ter dois fornecedores de manga em Angola, sendo um em Catete, província de Luanda, e outro em Benguela.

Instado sobre o assunto, o presidente do Conselho Administração da Agência Nacional de Investimento Privado (Aipex), Licínio Vaz Contreiras, disse hoje à Angop que domina o assunto e já trabalham com o Ministério da Agricultura para encontrar soluções.

O Fórum Mundial do Turismo, que decorre de 23 a 25, termina sábado (25/05) com visitas à Ilha do Mussulo e Parque da Quissama, em Luanda, e ao Parque do Yona, situado na província do Namibe.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »