Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Apagão em Malanje durante visita do PR provoca detenções

Imagem ilustrativa (DR)

As instâncias da ordem e segurança públicas têm sob detenção supostos culpados do corte de electricidade que ocorreu na noite de Terça-feira (21), no momento em que o Presidente da república (PR), João Lourenço, se preparava para receber em audiência, no Palácio do Governo, entidades civis locais, escreve OPAÍS.

Em virtude da ocorrência, segundo uma fonte do Serviço de Investigação Criminal (SIC), encontram-se detidos o director provincial da ENDE, Justino Luzolo, e dois outros funcionários afectos ao Governo Provincial, cujos nomes não foram revelados. O apagão, que aconteceu pouco depois das 18 horas, preocupou a equipa de segurança do PR, que de imediato teve que se desdobrar em diligências para estabelecer o controlo da situação.

Pois, tão logo se verificou o corte, o recurso às fontes alternativas, quer da rede pública (central térmica), como a da rede instalada (gerador) adjacente ao Palácio, no momento exacto apresentaram problemas técnicos que fizeram com que o apagão se arrastasse em cerca de 30 minutos.

Apagão parcial

Ora, a situação pareceu um tanto estranha por não ser frequente no município de Malanje, sobretudo no centro da cidade. E, para piorar, a falha foi parcial, já que em muitos pontos da periferia não se verificou qualquer oscilação, muito menos corte. De acordo com a fonte, a detenção do responsável da Empresa de Distribuição de Electricidade em Malanje deriva do facto de o mesmo ter dado garantias técnicas, durante o período em que se estava a preparar a vinda do Chefe de Estado à cidade de Malanje.

Ao passo que os técnicos que se encontram na mesma condição são acusados de negligência, porque no momento crucial não souberam repor o serviço público ao contento das autoridades. Todavia, estão a decorrer investigações para se apurar as razões da ocorrência e, tão logo estejam esclarecidas, as autoridades prometem pronunciar- se.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »