Portal de Angola
Informação ao minuto

Supostos agentes da polícia fazem refém família de cidadão americano

Agentes da Polícia Nacional durante operação (Foto: Facebook)

Portal de Angola| Osvaldo de Nascimento

Supostos elementos da Policia Nacional, assaltaram a residência de um cidadão norte-americano na manhã desta quarta-feira, 22, no município de Viana, algures ao bairro Belo Horizonte, tendo subtraído da mesma cerca de 15 telemóveis e uma pasta contendo documentos diversos, informa uma fonte do Portal de Angola próximo do caso.

De acordo com Suraya, angolana e esposa do norte-americano, o caso ocorreu por volta das 7 horas, quando o casal foi interpelado a escassos metros de casa, tendo sido obrigados a regressar a casa, por sete individuos trajados supostamente com a farda da Polícia Nacional.

A senhora lembra que dentre os supostos agentes, estavam dois inspectores chefes dos Serviços de Migração e Estrangeiro (S.M.E), um agente do Serviço de Investigação Criminal (SIC), dois elementos a ‘paizana’ e um terceiro que informava a movimentação da vizinhança a partir de uma viatura branca, de marca Land Cruiser.

“Quando entraram em casa, pegaram em armas de fogo e colocaram os empregados num quarto, tendo depois recolhido os telemóveis com agressão física”, conta, enquanto obrigavam o casal a revelar a localização do cofre e outros pertences de valor.

Suraya disse ainda que o facto de o casal não obedecer os anseios dos “algozes”, foram vítimas de ameaças de morte, tortura, incluindo tentativa de violação, em presença de dois menores de oito e três anos de idades, que segundo ela, imploravam pela vida dos pais. Mesmo assim, conta, o individuo do SIC, ainda exibiu uma faca ameaçando tirar a vida da Suraya.

“O orquestrador comunicava-se permanentemente de fora, com os supostos polícias, exigindo que indicássemos a localização da cave, enquanto os demais protagonizavam a revista da casa na intenção de encontrarem alguns valores”, suspirou.

Com o marido ensanguentado, lembrou, o ‘matreiro da orquestra’, a partir de fora, terá ordenado a retirada depois de uma hora no interior da residência.

Um dos vizinhos, que alertou de imediato à Polícia Nacional, assegurou ao Portal de Angola ter informado a ocorrência ao segundo Comandante provincial de Luanda, Subcomissário Divaldo Martins, ao Comando Municipal da Policia de Viana e a Embaixada Americana.

“Não vamos abandonar a nossa residência, investimos muito dinheiro. Faremos tudo com a ajuda da Embaixada Americana para encontrar os supostos polícias e responsabiliza-los”, prometeu.

A nossa equipa de reportagem tentou hoje contactar (por telefone) o segundo Comandante de Luanda, Divaldo Martins, mas sem sucesso.

Com Matias Miguel

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »