Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Disponibilidade de internet cresce dez vezes mais em Angola

(DR)

A disponibilidade de serviços de internet da Angola Cables, desde 2012 até a presente data, cresceu dez vezes mais ao passar de 1,5 para mais de 12 gigabytes de capacidade internacional de tráfego/segundo em Angola.

Com essa disponibilidade de internet, o mercado das telecomunicações angolano tornou-se uma referência na região da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC, sigla inglesa), de acordo com o director-geral da Angola Cables, António Nunes, que falava à Angop.

“Angola Cables tem capacidade suficiente para atender a demanda do mercado e superar o défice existente nos serviços de internet no país”, afirmou.

Por exemplo, apontou, o sistema de cabos submarinos SACS (Sistema de Cabos do Sul do Atlântico) tem capacidade de transportar 40 terabytes de informação/segundo e o sistema de cabos submarinos Monet, instalado nas américas, tem a capacidade de 600 gigabyte/segundo.

Considerou ainda o mercado das telecomunicações em Angola como o que mais cresceu no país, nos últimos dez anos, com a instalação de redes nacionais e internacionais, superando os países vizinhos da SADC.

António Nunes referiu que as constantes quebras que se registam no sinal de internet no país tem a ver com a falta de entidades provedores de serviços de internet nas comunidades e da pouca adesão aos serviços por parte de empresas que operam no sector das telecomunicações.

Reconheceu, por outro lado, que apesar do crescimento registado na oferta de internet, a qualidade dos serviços de telecomunicações em Angola ainda estão aquém do desejado, comparativamente aos mercados de países desenvolvidos.

Para superar esse défice, sugeriu, é necessário que os operadores nacionais adquiram capacidades suficientes de gigabyte ou terabyte de empresas como Angola Cables, que dispõe de oferta suficiente para atender a procura do mercado.

Advogou também a necessidade de se potenciar o ecossistema digital, dando uma atenção especial às inovações dos agentes do sector, bem como criar uma relação de parceria/cooperação nacional, visando a melhoria dos serviços de telecomunicações no país.

“Apesar do interesse comercial de cada empresa, é necessário partilhar os serviços e conhecimentos entre os operadores das telecomunicações, com vista a evolução do mercado de forma rápida”, acrescentou.

A Angola Cables é uma multinacional angolana de telecomunicações que começou a actividade em 2012, actuando no mercado grossista. O seu negócio é a venda de capacidade de transmissão internacional através de cabos submarinos de fibra óptica e IP trânsito.

A empresa conta com cerca de 115 trabalhadores, espalhados em vários países do mundo.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »