Portal de Angola
Informação ao minuto

TC dá parecer positivo à Conta Geral do Estado-2017

Presidente do Tribunal de Contas, Exalgina Gambôa (DR)

O Tribunal de Contas (TC) deu (terça-feira) “parecer técnico positivo” à Conta Geral do Estado do exercício económico de 2017, com 162 recomendações e sugestões.

A Conta Geral do Estado (CGE) compreende as de todos os órgãos da administração central e local do Estado, institutos públicos e serviços autónomos, bem como da segurança social e órgãos de soberania, informa a Angop.

Nos termos da lei, o Tribunal de Contas elabora um parecer técnico, que não é vinculativo, sobre o desempenho da Conta Geral do Estado do Orçamento do exercício anterior sob gestão do governo, a pedido da Assembleia Nacional.

A presidente do Tribunal de Contas, Exalgina Gâmboa, ressaltou no acto que o parecer entregue à Comissão de Economia e Finanças do Parlamento inclui uma avaliação do último quinquénio do Plano Nacional de Desenvolvimento 2012/2017.

No parecer, o TC considerou positivo o desempenho de sectores como a indústria, energia e agricultura, embora reconheça não terem alcançado as metas desejadas, face ao défice da conjuntura económica mundial.

Ao fazer uma comparação entre 2016 e 2017, notou ter havido alguma evolução na execução dos fundos públicos, em função da relativa estabilidade do preço do petróleo, em 2017.

O Tribunal de Contas recomendou ao governo “mais atenção” ao sector social, para melhorar os indicadores, além de ter constatado a subida da divida pública externa, que já ultrapassou o previsto na lei.

A presidente da Comissão de Economia e Finanças da Assembleia Nacional, Ruth Mendes, disse que a experiência dos anos anteriores obriga o parlamento a encarar os pareceres do TC com muito interesse, para se ter o ponto de situação sobre a execução financeira.

Lamentou, entretanto, o facto de o parecer ter chegado à “casa das leis” com um atraso de três meses, apesar de a CGE ter dado entrada na Assembleia Nacional em 2018.

A Conta Geral do Estado (CGE) de 2017 deve ser aprovada, na generalidade, pela AN até 30 de Junho próximo, tal como preceitua a lei.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »