- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Ministério da Justiça expulsou 24 funcionários corruptos

Ministério da Justiça expulsou 24 funcionários corruptos

Vinte e quatro funcionários do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos foram despedidos do sector no ano transacto por prática indecorosa, como infracções, suborno, falsificação de documentos, extorsão de valores e utilização de receitas da instituição para benefício próprio.

A informação, de acordo com o JA, consta do “Boletim do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos”, um novo meio de informação virtual, publicado na sexta-feira última,17.

O período refere que, no mesmo processo instruído pelo Gabinete de Inspecção do sector, foram ainda despromovidos das funções três funcionários, nove multados e 32 em censuras registadas.

Tal medida, de acordo com o documento, faz com que os demais funcionários tenham maior responsabilidade no exercício das suas actividades e que evitem propostas de utentes para resolução de certos casos.

“E isso é patente na redução do percentual dos processos em relação ao ano de 2017, que foram superiores, na ordem dos 17 por cento”, lê-se no boletim.

O boletim informa que o maior número de processos disciplinares foi instruído em Luanda, seguindo-se as províncias de Benguela, Cuando Cubango, Cabinda, Huambo, Cunene e Bengo.

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: Mais de 70 mil cidadãos livres da quarentena

Setenta mil e 469 cidadãos suspeitos da covid-19 foram liberados das quarentenas institucional (3.447) e domiciliar (67.022), desde que se instituiu o confinamento obrigatório...
- Publicidade -

Parlamentares de 8 países criam aliança global para combater a China

Legisladores de diferentes países criaram a Aliança Interparlamentar sobre a China (IPAC, na sigla em inglês) para levar seus países a tomar posição mais...

Juiz da Comarca do Kwanza Sul acusado de agredir amigo com uma garrafa na cabeça

Um juiz de direito, da Comarca do Libolo, na Província do Kwanza Sul, está a ser acusado de agredir um amigo, no município da...

“A PIR é uma força policial de referência em África” – Comandante-Geral Paulo de Almeida

O Comandante-Geral da Polícia Nacional de Angola, Comissário-Geral, Paulo Gaspar de Almeida, afirmou, ontem, em Luanda, que a Polícia de Intervenção Rápida (PIR), figura...

Notícias relacionadas

Covid-19: Mais de 70 mil cidadãos livres da quarentena

Setenta mil e 469 cidadãos suspeitos da covid-19 foram liberados das quarentenas institucional (3.447) e domiciliar (67.022), desde que se instituiu o confinamento obrigatório...

Parlamentares de 8 países criam aliança global para combater a China

Legisladores de diferentes países criaram a Aliança Interparlamentar sobre a China (IPAC, na sigla em inglês) para levar seus países a tomar posição mais...

Juiz da Comarca do Kwanza Sul acusado de agredir amigo com uma garrafa na cabeça

Um juiz de direito, da Comarca do Libolo, na Província do Kwanza Sul, está a ser acusado de agredir um amigo, no município da...

“A PIR é uma força policial de referência em África” – Comandante-Geral Paulo de Almeida

O Comandante-Geral da Polícia Nacional de Angola, Comissário-Geral, Paulo Gaspar de Almeida, afirmou, ontem, em Luanda, que a Polícia de Intervenção Rápida (PIR), figura...

Polícia de Intervenção Rápida será rejuvenescida nos próximos tempos

A Polícia de Intervenção Rápida (PIR), forças especiais da Polícia Nacional de Angola, recebe benefícios nos próximos tempos, um processo de reestruturação, com vista...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.