- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Coca Cola, Unitel e Sonangol estão entre as marcas mais fortes do...

Coca Cola, Unitel e Sonangol estão entre as marcas mais fortes do País

Mercado

As marcas foram distinguidas tendo como critérios a proximidade, confiança, afinidade, satisfação e notoriedade.

A Superbrands apresentou esta semana em Luanda um estudo sobre as marcas e sectores mais relevantes no País de 2012 a 2018, indicando a “Blue, CocaCola, Cuca, Sonangol e Unitel” como as marcas de maior relevância junto dos consumidores. As marcas foram distinguidas tendo como critérios a proximidade, confiança, afinidade, satisfação e notoriedade.

De acordo com o estudo, nos últimos anos, em particular no período de 2016 a 2018, constata-se uma maior penetração das marcas globais no mercado angolano. Neste período as marcas globais expandiram a sua quota de mercado de 48% para 78%, dominando o mercado nacional em 2018.

O estudo intitulado “Insights e Tendências das Marcas de Excelências em Angola” desenvolvido pela Assteys, aponta como sectores com maior relevância durante o período observado o dos refrigerantes, cervejas, telecomunicações e electrónica de consumo. Destaca ainda que em 2018 os sectores de Refrigerante, IT, Tecnologia de Consumo e Automóveis assumiram maior relevância, um forte indicador para quem pretenda investir nestes segmentos.

No período em analise, foram detectados quatro padrões na evolução dos sectores de consumo classificados como resilientes, emergentes, alternados e em erosão. De acordo com o estudo o sector das bebidas, dos cosméticos, IT e Electrónica de Consumo figuram entre os que se mantiveram constantes desde 2012 a data presente, resistindo aos desafios da conjuntura económica, sendo por isso considerados sectores resilientes.

Entretanto, as condições adversas que a economia angolana atravessou serviu igualmente para que determinadas marcas ganhassem relevância com destaque para as do sector do desporto, automóveis, higiene pessoal, baby care, acessórios entre outros.

Já os sectores de Media, Banca, Restauração e Comércio, foram classificados como “alternados” devido a volatilidade demonstrada, ao longo do momento em estudo. Entretanto, alguns sectores foram afectados pelo contexto económico e as marcas perderam relevância durante estes anos em análise, constam entre os sectores em erosão o Turismo, os serviços de Rent a Car, Seguros, Transporte e Mobilidade.

Sobre o estudo “Insights e Tendências das Marcas de Excelência em Angola”. Trata-se de uma análise detalhada aos dados recolhidos no estudo do consumidor promovido pela Superbrands Angola, entre os anos de 2012 a 2018, des

envolvida pela Assertys, empresa de Pesquisa e Consultoria presente no mercado Angolano e que foi também responsável pela recolha dos dados do estudo que a Superbrands promove no mercado angolano.

As preferências dos consumidores foram avaliadas com base na proximidade, confiança, afinidade, satisfação e notoriedade, cinco importantes atributos que permitem identificar a relevância das marcas que consideram únicas, aquelas em que mais confiam, com as quais mais se identificam, que mais os satisfazem e que consideram mais conhecidas.

Sobre o impacto desta análise, Pedro Diogo Vaz, Senior Partner da Superbrands Angola salienta que “é evidente que as Marcas de Excelência oferecem vantagens físicas e/ou emocionais, relevantes e, consequentemente, são conhecidas, desejadas e procuradas.

- Publicidade -
- Publicidade -

Supertaça da Alemanha: Bayern Munique festeja um quíntuplo

Os campeões dos campeões bateram o Borussia Dortmund por 3-2 e conquistaram o quinto título no ano de 2020. Quíntuplo! O Bayern Munique conquistou o...
- Publicidade -

Nyusi anuncia “aperto” das medidas contra Covid-19

Todas as camas de cuidados intensivos em Maputo estão ocupadas, alertou o Presidente Filipe Nyusi. Em Moçambique já foram registados mais 8.700 casos de...

Supremo francês confirma envio de Kabuga para tribunal da ONU

O Supremo Tribunal francês rejeitou o recurso de Félicien Kabuga, acusado de financiar o genocídio de tutsis no Ruanda, validando assim o julgamento internacional. Na...

SINPROF rejeita regresso às aulas

O Sindicato Nacional dos Professores de Angola, SINPROF, rejeitou hoje o programado regresso às aulas na segunda-feira afirmando não existirem condições para garantir a...

Notícias relacionadas

Supertaça da Alemanha: Bayern Munique festeja um quíntuplo

Os campeões dos campeões bateram o Borussia Dortmund por 3-2 e conquistaram o quinto título no ano de 2020. Quíntuplo! O Bayern Munique conquistou o...

Nyusi anuncia “aperto” das medidas contra Covid-19

Todas as camas de cuidados intensivos em Maputo estão ocupadas, alertou o Presidente Filipe Nyusi. Em Moçambique já foram registados mais 8.700 casos de...

Supremo francês confirma envio de Kabuga para tribunal da ONU

O Supremo Tribunal francês rejeitou o recurso de Félicien Kabuga, acusado de financiar o genocídio de tutsis no Ruanda, validando assim o julgamento internacional. Na...

SINPROF rejeita regresso às aulas

O Sindicato Nacional dos Professores de Angola, SINPROF, rejeitou hoje o programado regresso às aulas na segunda-feira afirmando não existirem condições para garantir a...

Alexei Navalny acusa Putin de envenenamento

De acordo com um extracto da entrevista ao Der Spiegel, que vai ser publicada esta quinta-feira, Alexei Navalny diz que "Putin está por detrás...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.