Portal de Angola
Informação ao minuto

Falta de museus periga conservação do património cultural

Casa da Cultura do Cunene (DR)

A falta de museus na província do Cunene dificulta a preservação do património cultural desta região mais a sul de Angola, disse este, sábado, em Ondjiva, o historiador Atanásio Ndafimana.

Em declarações à Angop a propósito do Dia Internacional dos Museus, assinalado hoje, o historiador defendeu a construção de uma estrutura museológica, a fim de facilitar a pesquisa e conservação da identidade cultural dos povos da região.

Acrescentou que a falta de um museu na província põe em perigo os símbolos e outros valores culturais da região e, consequentemente, a transmissão do testemunho cultural às novas gerações.

“É através dos museus que as novas gerações se informam sobre a cultura da região, as lutas do passado, tribos e etnias de uma determinada nação”, sublinhou.

O Dia Internacional dos Museus foi criado em 1977, através da iniciativa do Conselho Internacional de Museus, um organismo que integra a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura (UNESCO), com objectivo de chamar a atenção da sociedade e do público para a importância dos museus, na preservação da história e a cultura da humanidade.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »