Portal de Angola
Informação ao minuto

Não havia tantos funcionários públicos desde 2013 em Portugal

A Educação foi um dos setores que mais funcionários admitiu (MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

O número de funcionários públicos cresceu 2,3% no primeiro trimestre deste ano, quando comparado com igual período de 2018. A subida, potenciada pela integração dos trabalhadores com vínculo precário, elevou para 690.079 os empregados do Estado, em março, avança nesta quinta-feira o Diário de Notícias.

O jornal refere que se trata do valor mais alto desde 2013 e o ritmo de crescimento mais elevado desde a entrada da Troika em Portugal, em 2011.

De acordo com o Observador, este aumento é explicado “em grande parte” pela Direção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP) ao Diário de Notícias com a admissão, ainda não concluída, dos chamados precários, “em particular nas carreiras de assistente operacional, assistente técnico e técnico superior”.

O número pode pois crescer. Como o DN recorda, no final de abril, o ministro das Finanças adiantou terem sido aprovados mais de 16 mil processos.

Desde dezembro último que entraram 6500 pessoas para os quadros do Estado. Os setores que registaram maiores ingressos de novos funcionários foram os da saúde e da educação com respetivamente, mais 1.871 e 2.826.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »