- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Não havia tantos funcionários públicos desde 2013 em Portugal

Não havia tantos funcionários públicos desde 2013 em Portugal

O número de funcionários públicos cresceu 2,3% no primeiro trimestre deste ano, quando comparado com igual período de 2018. A subida, potenciada pela integração dos trabalhadores com vínculo precário, elevou para 690.079 os empregados do Estado, em março, avança nesta quinta-feira o Diário de Notícias.

O jornal refere que se trata do valor mais alto desde 2013 e o ritmo de crescimento mais elevado desde a entrada da Troika em Portugal, em 2011.

De acordo com o Observador, este aumento é explicado “em grande parte” pela Direção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP) ao Diário de Notícias com a admissão, ainda não concluída, dos chamados precários, “em particular nas carreiras de assistente operacional, assistente técnico e técnico superior”.

O número pode pois crescer. Como o DN recorda, no final de abril, o ministro das Finanças adiantou terem sido aprovados mais de 16 mil processos.

Desde dezembro último que entraram 6500 pessoas para os quadros do Estado. Os setores que registaram maiores ingressos de novos funcionários foram os da saúde e da educação com respetivamente, mais 1.871 e 2.826.

- Publicidade -
- Publicidade -

Governador apela ao rigor e profissionalismo na saúde

O governador do Namibe, Archer Mangueira, apelou, na sexta-feira, aos quadros da saúde rigor, profissionalismo e um atendimento mais humanizado dos utentes das unidades...
- Publicidade -

Agostinho Neto é marca indelével da política angolana

Agostinho Neto marca indelevelmente a política angolana e é o ponto de partida da evolução desta, tendo proclamado a independência de Angola em 11...

Corrida à presidência do CPA com candidato único

As eleições no Comité Paralímpico Angolano (CPA) para o quadriénio 2020/24 terão apenas um candidato, Leonel da Rocha Pinto, fazendo jus à história desde...

Zaire: Baleia de seis metros encontrada morta no Nzeto

Uma baleia com seis metros de comprimento foi encontrada morta sexta-feira, na baía da comuna da Musserra, município do Nzeto, na província do Zaire. O...

Notícias relacionadas

Governador apela ao rigor e profissionalismo na saúde

O governador do Namibe, Archer Mangueira, apelou, na sexta-feira, aos quadros da saúde rigor, profissionalismo e um atendimento mais humanizado dos utentes das unidades...

Agostinho Neto é marca indelével da política angolana

Agostinho Neto marca indelevelmente a política angolana e é o ponto de partida da evolução desta, tendo proclamado a independência de Angola em 11...

Corrida à presidência do CPA com candidato único

As eleições no Comité Paralímpico Angolano (CPA) para o quadriénio 2020/24 terão apenas um candidato, Leonel da Rocha Pinto, fazendo jus à história desde...

Zaire: Baleia de seis metros encontrada morta no Nzeto

Uma baleia com seis metros de comprimento foi encontrada morta sexta-feira, na baía da comuna da Musserra, município do Nzeto, na província do Zaire. O...

MPLA denuncia campanhas contra Angola

O Bureau Político do MPLA denunciou, neste sábado, as campanhas de intoxicação movidas contra as instituições do Estado angolano e o Presidente da República,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.