- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Ministra da Saúde de Moçambique nega rotura de medicamentos essenciais

Ministra da Saúde de Moçambique nega rotura de medicamentos essenciais

Folha de Maputo

A Ministra da Saúde, Nazira Abdula, nega a existência de rotura de medicamentos essências em alguns distritos da província de Nampula, norte de Moçambique.

Trata-se dos distritos de Rapale, Mogincual, Nacarôa e Monapo, que, segundo a bancada parlamentar do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), na oposição, os respectivos centros de saúde ‘até se ressentem da falta de paracetamol’.

Falando ontem na Assembleia da República, o parlamento, na sessão de perguntas ao governo, Nazira Abdula disse que “uma das questões indispensáveis para uma boa provisão dos serviços da saúde é a disponibilização de medicamentos para os serviços de saúde primários que cobrem 80 por cento das patologias existentes a nível do país”.

Segundo a ministra, são medicamentos que têm sido garantidos de forma constante, nos últimos anos. “Podemos afirmar aqui que estes medicamentos essenciais existem”.

“Um kit de unidade sanitária está programado para mil consultas. E para o caso de paracetamol referenciado como rotura nos distritos de Rapale, Mogincual, Nacarôa e Monapo, cada kit de unidade sanitária contêm cinco mil comprimidos de paracetamol”, explicou.

A governante realçou que todos estes distritos e suas respectivas unidades sanitárias têm medicamentos disponíveis, indicando que, graças ao sistema de requisição de medicamentos, através das consultas efectuadas e da verificação das fichas de ‘stock’ electrónico nos depósitos distritais de medicamentos, “podemos comprovar a existência de medicamentos nos locais referidos”.

Sobre anti-maláricos, Nazira Abdula disse que neste momento, a nível dos armazéns centrais, existe um ‘stock’ de 6,5 milhões de tratamentos.

Afirmou que no depósito provincial de Nampula existem 307.705 tratamentos, e nos distritos de Rapale (7.890); Mojincual (8.910); Nacaroa (8.070); e Monapo (15 mil tratamentos para malária).

“Queríamos assegurar que, embora os casos de malária tenham aumentado por causa dos ciclones Idai e Kenneth, existem stocks suficientes para tratamento desta doença e outras comuns, em todo o país”, garantiu.

Salientou, porém, que o combate eficaz de algumas doenças só será possível observando-se medidas preventivas como saneamento do meio.

Sobre a avaria do aparelho de Raio X no hospital de Monapo, a ministra reconheceu a ocorrência mas assegurou que o problema já foi ultrapassado depois da reparação da máquina.

Quanto a morgue do mesmo hospital (Monapo), a ministra disse que das seis camaras frigoríficas existentes três sempre estiveram em pleno funcionamento com a excepção de outras três que estavam avariadas mas que “já foram reparadas”.

Nazira Abdula falou igualmente da situação nas zonas assoladas pelos ciclones Idai e Kenneth, assegurando que graças a prontidão do sector evitou-se o pior.

Além da vacinação contra a cólera, abrangendo cerca de 850 mil pessoas nos distritos afectados pelo Idai e outros locais identificados como sendo de alto risco, foram implementadas outras medidas de higiene individual e colectiva.

Sobre a disponibilidade de pessoal médico no Hospital Central da Beira, na província de Sofala, Nazira Abdula disse que a unidade funciona com 198 médicos, dos quais 55 são especialistas e 143 médicos de clínica geral.

Quanto a província de Cabo Delgado, extremo norte, assolada pelo ciclone Kenneth e uma epidemia de cólera de menor magnitude, com registo de um total cumulativo de 137 casos nos distritos de Metuje, Mecufi e cidade de Pemba, vai, segundo a ministra, ser palco, a partir de quinta-feira, de uma campanha de vacinação contra a doença

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: TAP regressa hoje a Luanda

A Transportadora Aérea de Portugal (TAP) retoma, a partir de hoje (dia 21) os voos comerciais entre Lisboa e Luanda, num dia em que...
- Publicidade -

Ana Gomes diz que se candidata às presidenciais para limpar o país

A militante do PS foi a primeira convidada de Ricardo Araújo Pereira na segunda vaga de "Isto é Gozar Com Quem Trabalha". Ana Gomes disse...

Bomba da Segunda Guerra Mundial mata dois especialistas em desminagem

Dois especialistas em desminagem, um britânico e um australiano, morreram na explosão de uma bomba da Segunda Guerra Mundial que estavam a tentar desarmar...

Covid-19: Reino Unido pode chegar às 200 mortes por dia em Novembro

Esta segunda-feira, numa declaração aos jornalistas, o principal conselheiro científico do governo britânico disse que, a continuar assim, em Outubro, o Reino Unido poderá...

Notícias relacionadas

Covid-19: TAP regressa hoje a Luanda

A Transportadora Aérea de Portugal (TAP) retoma, a partir de hoje (dia 21) os voos comerciais entre Lisboa e Luanda, num dia em que...

Ana Gomes diz que se candidata às presidenciais para limpar o país

A militante do PS foi a primeira convidada de Ricardo Araújo Pereira na segunda vaga de "Isto é Gozar Com Quem Trabalha". Ana Gomes disse...

Bomba da Segunda Guerra Mundial mata dois especialistas em desminagem

Dois especialistas em desminagem, um britânico e um australiano, morreram na explosão de uma bomba da Segunda Guerra Mundial que estavam a tentar desarmar...

Covid-19: Reino Unido pode chegar às 200 mortes por dia em Novembro

Esta segunda-feira, numa declaração aos jornalistas, o principal conselheiro científico do governo britânico disse que, a continuar assim, em Outubro, o Reino Unido poderá...

Pelo menos oito mortos em desabamento de prédio na Índia

Pelo menos oito pessoas morreram na Índia vítimas de um desabamento de um prédio residencial, segundo as autoridades indianas. As equipes de resgate estão tentando...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.