Portal de Angola
Informação ao minuto

O papel do escritor na sociedade colonial angolana

(DR)

Dia 16 de Maio, pelas 18:00, as editoras ALENDE-EDIÇÕES e PERFIL CRIATIVO farão uma entrega de livros dos seus autores à Biblioteca Nacional.

Prosseguindo as actividades com autores programadas por estas editoras para Maio em Luanda, seguir-se-á, pelas 18:30, a apresentação do livro “O PAPEL DO ESCRITOR NA SOCIEDADE COLONIAL ANGOLANA”, de João N’Gola Trindade.

MAIO EM LUANDA – PRÓXIMAS ACTIVIDADES COM AUTORES

16 MAIO (quinta-feira) – BIBLIOTECA NACIONAL

18:00 – Entrega de livros para o acervo da Biblioteca Nacional

18:30 – O PAPEL DO ESCRITOR NA SOCIEDADE COLONIAL ANGOLANA, de João Ngola Trindade

17 MAIO (sexta-feira) – BIBLIOTECA NACIONAL

16:30 – Apresentação da colecção POESIA NO BOLSO (1º parte)

17:00 – O CORPO DE ALEXANDRA, de Ventura de Azevedo

18:00 – EVANGELHO BANTU, de Kalunga (João André)

18 MAIO (sábado) – Rádio LAC – LUANDA ANTENA COMERCIAL

11:00 – DO CAPITÃO GONÇALVES ZARCO AO CAPITÃO JAIR BOLSONARO – MOVIMENTOS PENDULARES DE ECONOMIA E PODER NO ATLÂNTICO SUL, de Jonuel Gonçalves

Transmissão em directo na LAC

19 MAIO (domingo) – CASA DE CULTURA E ARTES – UBUNTU

14:00 – O LADO OVIMBUNDU DE AGOSTINHO NETO, de Bernardino Luacute

Transmissão em directo na Rádio Ecclesia

23 MAIO (quinta-feira) – (local a indicar no início de Maio)

18:00 – Colecção POESIA NO BOLSO (2ª parte)

18:30 – RAÍZES CANTAM, de Job Sipitali

19:30 – INSURREIÇÃO DOS SIGNOS, de Hélder Simbad

24 MAIO (sexta-feira) – CASA DE CULTURA E ARTES – UBUNTU

18:00 – Encontro com escritores na Casa Ubuntu (Associação Cultural), encerramento das actividades “Maio em Luanda”, da Alende –
Edições.

SOBRE O LIVRO

A publicação deste livro representa o culminar de um período que teve início em 2012 quando, ainda na qualidade de estudante e com o apoio do Professor Doutor Patrício Batsîkama, dei início aos primeiros “exercícios de reflexão” sobre temas relativos à História de Angola, que viriam inicialmente a ser publicados pelo Semanário Folha 8, do qual guardo boa memória, pelo tempo de colaboração (2012-2014).

Na altura, era frequente ouvir o conselho do Mestre, segundo o qual “o trabalho científico é o diploma mais valioso que um estudante, ou técnico superior, pode ter e apresentar em qualquer parte do mundo”. Animado com este conselho, assumi o compromisso de continuar o percurso que tinha começado, marcado igualmente pela participação em alguns eventos realizados em Luanda nos dois últimos anos (2015-2017), nos quais apresentei artigos e comunicações que constituem o livro que agora sai a público.

Portanto, a sua publicação tem por objetivo despertar entre os “colegas” – ainda me revejo nesta condição – o interesse pela pesquisa científica, isto é, a reflexão crítica sobre os fenómenos que ocorrem na sociedade, ainda na fase estudantil, para que possam efectivamente contribuir para a resolução dos problemas que a afligem.
João Ngola Trindade

(Nota enviada ao Portal de Angola com pedido de publicação)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »