Portal de Angola
Informação ao minuto

MPLA admite que corrupção pode afectar resultados nas autárquicas

PAULO POMBOLO, SECRETÁRIO PARA ÁREA DE INFORMAÇÃO DO MPLA (DR)

VOA | Isaías Soares

O MPLA olha para a corrupção generalizada em Angola como um dos obstáculos para conseguir a maioria nas eleições autárquicas a acontecerem no país em 2020, defendeu na terça-feira, 14, em Malanje, o secretário nacional para a Informação daquele partido.

“Uma das grandes ameaças, do fracasso que o MPLA tinha, era o problema da corrupção generalizada. Esse era um dos primeiros problemas que o MPLA decidiu, se eu não resolver esse problema sucumbo”, afirmou Paulo Pombolo, para quem o partidos dos camaradas preparara-se gradualmente para concorre de igual para igual com todas as forças políticas existentes no país.

Pombolo reconhece o estado desolador em que está mergulhado o país e reiteram que o combate à corrupção continua a ser a bandeira do Presidente João Lourenço.

“O MPLA tem que ter a capacidade de se educar ele próprio como partido político que é, (de) partido dirigente, mas não podemos olhar a sociedade de lado. Isso passa por uma formação (educação) das pessoas à nova geração que está a crescer agora”, defendeu.

Críticas da juventude

Entretanto, alguns círculos da juventude criticam o Governo e o partido que o sustenta de pouco fazerem para melhorar o bem-estar dos seus habitantes.

“Como o elevado índice de desemprego que afecta não só a camada jovem, bem como, a maior parte da população malanjina, é sabido que um jovem desempregado, não gera aquilo que se chama uma boa estrutura sólida da família, o quer significa que a família fica desestruturada”, lamenta António Baião Lopes, enquanto Firmino Manuel destaca a pouca atenção dada os sectores da saúde e da justiça.

“Temos notado um desleixo por parte do Governo, particularmente o de Malanje, no que tange ao cumprimento das suas obrigações, (como) o mau atendimento das instituições públicas. Estamos a nos referir ao Hospital Geral de Malanje, (os serviços de identificação civil e criminal) em que temos um atendimento débil”, reforçou Manuel.

A IV conferência provincial extraordinária do MPLA em Malanje, que vai eleger três candidatos as Comité Central e de novos membros do órgão ao nível local, realiza-se no lugar sábado, 18, dia em que um grupo de jovens realiza uma marcha pelas ruas de Malanje a pedir amelhoria dos serviços públicos.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »