Portal de Angola
Informação ao minuto

Governo de Benguela homenageia Dumilde Rangel

BENGUELA: HOMENAGEM AO EX GOVERNADOR DUMILDE RANGEL (FOTO: ROSÁRIO MIRANDA)

O Executivo da província de Benguela homenageou hoje, quarta-feira, o seu antigo governador, Dumilde das Chagas Simões Rangel, falecido a 10 do corrente, vítima de doença, em Portugal, com a abertura de um livro de condolências.

Segundo avança Angop, a cerimónia decorreu no palácio da província e contou com a presença do actual governador, Rui Falcão, que, numa mensagem dedicada à memória do falecido, realçou as qualidades daquele que também foi deputado a Assembleia Nacional.

“Caro camarada, companheiro e amigo Dumilde Rangel, dou-te, nesta casa, que foi tua durante muitos anos (referência ao palácio que acolheu a cerimónia), o mais fraterno abraço. Partiste deixando-nos de corações partidos. Angola perdeu um insigne filho e todos perdemos parte de nós próprios”, escreveu Rui Falcão no livro de condolências.

Já a 2ª vice-presidente da Assembleia Nacional, Susana Melo, agradeceu o empenho de Dumilde Rangel nas várias missões que desempenhou no país, com destaque pela sua passagem pela casa das leis.

Desejou que a memória de Dumilde Rangel se reviva em cada momento e que o seu exemplo seja seguido pelas gerações futuras.

Por seu lado, Domingos Utalala, que durante 17 anos trabalhou como director de gabinete do então governador, tanto em Benguela como na Huíla, afirmou que ao longo do consulado daquele, as relações de trabalho evoluíram para familiares, tal era a amizade e lealdade que o ligava à figura de Dumilde das Chagas Rangel.

Acrescentou que vai trabalhar no sentido de transmitir às gerações vindouras a dimensão social que caracterizava a figura de Dumilde Rangel, tanto do ponto de vista político, social como humano.

Para o deputado Alberto Francisco Ngalanela, da bancada parlamentar da UNITA (maior partido da oposição em Angola), Dumilde é uma figura incontornável de Benguela, do país e mesmo do seu partido, o MPLA, além do facto de ter sido natural desta terra das Acácias Rubras.

“O governo de Benguela saiu-se bem, pelo facto de ter feito essa homenagem hoje, quando faltam dois dias das comemorações de mais um aniversário da cidade Benguela (402 anos), a 17 de Maio”, frisou o deputado do círculo provincial, afirmando que sai com o sentimento carregado de muita emoção, pois, além de ser benguelense, o antigo governante e também deputado pelo MPLA deixou marcas.

Já outra personalidade da sociedade civil que também trabalhou com Dumilde Rangel, na qualidade de directora do Turismo e Hotelaria, Alice Cabral, considerou o malogrado como um homem dedicado e empenhado à causa do povo angolano, à família e aos seus amigos.

Entretanto, o académico Carlos Pacatolo, lamentou o infausto acontecimento e desejou que a família se reconforte o mais breve possível, que as boas obras de sua autoria sejam divulgadas e mais figuras da sua dimensão surjam no mosaico político benguelense.

O governo de Benguela vai manter o livro de condolências aberto até as 18 horas desta quarta-feira para qualquer cidadão que queira dar o seu último adeus àquele que dirigiu a província entre 1995 a 2008.

Participaram da cerimónia de homenagem, diversas individualidades da sociedade benguelense e não só.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »