Portal de Angola
Informação ao minuto

Malanje corre risco de sarampo por insuficiências na vacinação

O pai do Pedro Paulo levou o filho para tomar as vacinas contra o Sarampo (DR)

A província de Malanje está susceptível ao surto de sarampo devido à fraca cobertura de vacinação nos últimos dois anos, confirmou o director local do Gabinete de Saúde, Avantino Hélio Sebastião.

De acordo com a VOA, os pais de milhares de crianças menores de um ano de idade não cumprem com o calendário de imunização desde 2017 em várias localidades de Angola, referiu Sebastião, preocupado com a proximidade com a província da Lunda-Sul afectada pela epidemia.

“A única medida de prevenção para não adquirir esta doença é mediante a vacinação, e nós cá, em todo o país, de modo geral temos um problema: as coberturas vacinais no país não são as melhores”, disse, acrescentando quer “logicamente a província de Malanje encontra-se nesse leque”.

As autoridades de Malanje não noticiaram qualquer morte até ao momento por sarampo apesar dos municípios de Cahombo, Calandula, Cangandala, Luquembo, Marimba, Massango, Quirima e Kambundi-Katembo apresentarem mais dificuldades para a cobertura vacinal de rotina.

O supervisor provincial do Programa Alargado de Vacinação, Frederico Muatchimbau disse em Dezembro do ano passo que além do sarampo, a maioria das crianças dos municípios de Malanje não estava imunizada com a BCG, pólio oral e injectável, pneumo, rota-viros, hepatite B e febre-amarela.

Cerca de 20 mil petizes daquela faixa etária aguardavam pela vacinação de rotina por negligências dos pais, falta de vacinadores, transporte e cadeias de frio em quase todas as unidades sanitárias do interior desta circunscrição do país.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »