Radio Calema
InicioAngolaRegiõesRádio Ecclésia emite oficialmente no Cunene

Rádio Ecclésia emite oficialmente no Cunene

A Rádio Ecclésia, emissora católica de Angola, deu início sábado, em Ondjiva, a emissão na província do Cunene, através de um emissor de frequência modelada (FM) 97,5, que conta com um raio de acção de 80 quilómetros, escreve a Angop.

Enquadrado no âmbito da extensão do sinal da Rádio Ecclésia, a emissora de Ondjiva torna-se na 12ª no país e vai trabalhar 24 horas por dia, com uma grelha de programação composta por temas religiosos, informativos, entretimento, entre outros.

Na ocasião, o director da Rádio Ecclésia no Cunene, Gaudêncio Félix, disse que a estação dispõe de seis profissionais numa primeira fase, comporta dois estúdios, cabine de emissão, sala de redacção, de emissor e arquivo e gabinete do director.

O lançamento do sinal da rádio no Cunene coube ao bispo da Diocese de Ondjiva, Pio Hipunhati, durante a qual referiu que a emissão da rádio ecclésia vai permitir maior pluralidade de opiniões sobre os variados assuntos da região e do país, assim como servirá de veículo de transmissão de conhecimentos sobre a evangelização.

Sublinhou a importância deste instrumento para a actividade da igreja, porque em seu entender contribuirá para a elevação da informação as comunidades, difundindo igualmente os valores fundamentados do humanismo.

Por seu torno, o Núncio Apostólico em Angola, Petar Rajic, manifestou a alegria pela concretização da expansão da rádio, depois de vários e longos anos de batalha para que a mensagem evangélica e outras estivessem ao alcance das comunidades.

Petar Rajic enfatizou o uso das tecnologias modernas como a internet, rádio e televisão como fundamentais para expansão da mensagem evangélica a todas comunidades, permitindo deste modo a educação cristã e a edificação do homem novo.

Fundada em 1955, a Rádio Ecclésia manteve a emissão nacional em várias frequências até 1978, ano em que foi impedida de o fazer ainda no rescaldo da violência relacionada com o 27 de Maio de 1977, tendo todos os seus bens sido confiscados e nacionalizados.

A Rádio Ecclésia foi reaberta em 1999, mas apesar da licença (alvará) ser semelhante à anterior, os equipamentos de onda média e onda curta estavam obsoletos, impedindo-a de retomar a emissão normal para os quatro cantos de Angola.

Desde a reabertura, a igreja Católica pretendia reinstalar os emissores e retransmissores do sinal em F.M pelo resto do país, como consta do conhecido “Projecto de Expansão do Sinal da Rádio Ecclésia”, apresentado ao Ministério da Comunicação Social e ao Instituto Nacional de Comunicação (INACOM), que permitiu, em 2001, a instalação de emissores e estúdios em todas as Dioceses de Angola.

Entretanto, o Presidente da República garantiu a 8 de Janeiro de 2018, durante a primeira conferência de imprensa desde que tomou posse, que a extensão do sinal da Rádio Ecclesia para todo o país, uma das mais antigas reivindicações na área da comunicação social em Angola, não terá qualquer obstáculo por parte do Governo.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.