Radio Calema
InicioAngolaPolíticaQuarenta processos de peculato e corrupção em instrução na PGR de Benguela

Quarenta processos de peculato e corrupção em instrução na PGR de Benguela

A informação foi prestada pelo seu titular em Benguela, Herculano Chilanda, tendo anunciado também a apreensão de 22 viaturas topo de gama que estavam em posse de antigos gestores do Porto Comercial do Lobito, escreve OPAÍS.

“Esses processos estão a ser tramitados e, pela sua complexidade, a respectiva tramitação vai levar algum tempo, mas cremos que, na devida hora, muitos deles vão ser remetidos a tribunal”, garante. O magistrado do Ministério Público destaca que a sua instituição tem em instrução 40 processos de branqueamento de capitais, corrupção e peculato.

Herculano Chilanda assevera que os processos sob instrução são derivados de participações feitas, voluntariamente, por determinados cidadãos à PGR, instituição a que cabe, no âmbito da lei processual, a promoção da acção penal, “Antes não havia queixas e, ultimamente, estão a aparecer muitas queixas e até anónimas.

E, nós, desencadeámos a investigação para determinar quem são os agentes da infracção”, realçando que tal facto está a permitir a descoberta de muitos crimes de natureza económica. Saliente-se que, a 9 de Maio, o SIC em Benguela, mediante orientação da PGR, apreendeu 22 viaturas topo de gama, supostamente desviadas por funcionários séniores do Porto do Lobito.

Segundo fontes do SIC, as referidas viaturas, num total de 50, foram adquiridas e desviadas por quadros da antiga gestão da empresa sem o conhecimento do então Presidente do Conselho de Administração, que, na altura, se encontrava ausente por motivo de doença, acabando por falecer.

Trata-se de seis viaturas Land cruiser V8, igual número de Toyota prado, 5 carrinhas Hilux, duas Mitsubishi L200, uma Ford Ranger e um turismo de marca Toyota Yaris. Mais magistrados Por outro lado, o subprocuradorgeral da República Herculano Chilanda afirmou que Benguela, à semelhança das demais províncias, precisa de muitos magistrados para fazer face à demanda processual, tendo em conta os novos desafios.

“Como vós sabeis, Benguela tem 10 municípios e precisamos de preencher os municípios todos”, salientou o magistrado, em entrevista à imprensa, recentemente, no encerramento das festividades à volta do aniversário da PGR.

Com a instalação dos tribunais de comarca de Benguela e Lobito, a província de Benguela vê-se, segundo o magistrado, cada vez mais necessitada de procuradores, para dar resposta à preocupação das duas instituições judiciais implantadas no quadro da modernização da justiça em Angola, além da necessidade do reforço dos serviços de investigação criminal com magistrados.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.