Portal de Angola
Informação ao minuto

Presidente eleito do Panamá diz que reconhecerá Guaidó

Laurentino Cortizo, Presidente, Panamá (REUTERS/Jose Cabezas/Direitos Reservados)

O presidente eleito do Panamá, Laurentino Cortizo, disse nesta segunda-feira que reconhecerá o líder da oposição Juan Guaidó como presidente encarregado da Venezuela e que manterá seu país dentro do grupo de Lima.

“A República do Panamá tem uma relação directa com o governo de Guaidó, não é Cortizo, é a República do Panamá, isso será respeitado”, disse Cortizo em entrevista ao canal TVN-2 e citado pela AFP.

O Panamá é um dos mais de 50 países que reconhece Guaidó, que se proclamou presidente interino em 23 de Janeiro, depois que o parlamento de maioria da oposição declarou Nicolás Maduro um “usurpador” , considerando sua reeleição “fraudulenta” de maio de 2018.

Cortizo disse ainda que, no momento, o Panamá continuará no Grupo Lima – que inclui 13 nações latino-americanas e o Canadá -, mas criticou seu desempenho para conseguir uma solução negociada para a crise social, política e económica que a Venezuela está a viver.

“Eu realmente aprecio muito os esforços dos países do Grupo de Lima, mas me pergunto: que progresso foi feito?”.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »