Portal de Angola
Informação ao minuto

Presidente da República exonera directores-gerais adjuntos da “Secreta” angolana

Fernando Garcia Miala é o actual 'patrão' do SINSE desde Março de 2018, depois de nomeado e empossado pelo Presidente da República João Lourenço (DR)

O Presidente da República, exonerou hoje os dois directores-gerais adjuntos do Serviço de Inteligência e Segurança de Estado (SINSE), reconduzindo, porém, um deles, indica um despacho presidencial divulgado pela Casa Civil de João Manuel Gonçalves Lourenço.

No despacho, o chefe de Estado angolano exonera e reconduz José Coimbra Baptista Júnior e demite Fernando Eduardo Manuel, nomeando Jacinto Pedro Ricardo Figueiredo para o cargo.

Segundo o despacho presidencial, citada em primeira mão pela TPA e posteriormente por diversos órgãos de comunicação social nacionais e internacionais, entre eles a Lusa, citada pelo DN, a medida é justificada por ter sido aprovada a nova orgânica do SINSE, liderado por Fernando Garcia Miala desde Março de 2018, e pela necessidade de adequar o quadro de pessoal dos serviços secretos angolanos.

O Serviço de Inteligência e de Segurança de Estado é o organismo do Estado que integra o sistema de segurança nacional destinado a garantir a segurança interna e necessária a prevenir, impedir e combater actos que pela sua natureza possam perigar o Estado de direito constitucionalmente estabelecido.

Além do SINSE, Angola tem formalmente mais dois serviços de informação: o Serviço de Inteligência Externa e o Serviço de Inteligência e Segurança Militar.

A competência para nomeação dos respectivos directores é da exclusividade do Presidente da República.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »