Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Hóquei em patins: Sporting campeão europeu 42 anos depois

Toni Pérez marcou o primeiro golo da terceira final portuguesa (DR)

Diário de Notícias | António Pedro Pereira

Na terceira final 100% portuguesa, o Sporting voltou a conquistar o título europeu de clubes, depois de 42 anos sem sucesso, período em que apenas disputou uma final, perdida há 30 anos (1988/89) para o Noia, quando a decisão ainda era a duas mãos. Este domingo,no Pavilhão João Rocha, que acolheu a final four da Liga Europeia, os leões bateram o rival FC Porto por 5-2.

Os golos foram apontados por Toni Pérez (6′), Vítor Hugo (10′), Ferrant Font (12′ e 42′), Gonçalo Romero (24′). Reinaldo Garcia tinha empatado a um golo aos 8′. Na segunda parte, o Sporting geriu o tempo e resistiu à pressão do adversário, que reduziu aos 38′, por Gonçalo Alves.

Aos 42′, Ferrant Font deu a ‘sticada’ final nas aspirações dos portistas, devolvendo a vantagem de três golos para os verde e brancos.

Este é o segundo título europeu das modalidades do Sporting nesta época, depois do triunfo no futsal.

“O que me vai na alma é muito divertimento, muita satisfação e muita vontade de ganhar. Guardamos uma recordação fantástica de um trabalho fantástico. Percebemos que o nosso trabalho é recompensado porque colocámos sorrisos na cara das pessoas. Este título europeu vai ficar para sempre gravado na minha memória e no meu coração. É sublime. É qualquer coisa de extraordinário, de fantástico. Por isso é que no final do jogo recolhi ao balneário, porque quis ter um momento só para mim. Este título é para os jogadores”, disse no final o treinador Paulo Freitas.

Bruno de Carvalho, antigo presidente do Sporting, reagiu a esta conquista através das redes sociais. “Depois de trazer o hóquei como modalidade oficial, de conquistar a Taça CERS e o Campeonato Nacional, foi a vez de conquistar a Liga Europeia! Valeu a pena investir!!! Esta Glória não tem preço! Parabéns aos heróis: os atletas, staff e equipa técnica. Este é o Grande Sporting Clube de Portugal! Tão Grande quanto os maiores do Mundo!”, escreveu.

A primeira foi há 42 anos
O primeiro troféu dos leões foi conquistado em 1976/77, numa final a duas mãos (formato que só terminou na época 1995/96) frente aos espanhóis do Vilanova (6-0 e 6-3) O FC Porto venceu o ceptro continental em 1985/86 e 1989/90. No formato de jogo único, os dragões estiveram em dez das 23 finais, perdendo-as todas.

Os azuis e brancos são a equipa com mais finais, a seguir ao rei do hóquei em patins Barcelona, que venceu 22 das 26 finais que disputou. Nos últimos 15 anos, o FC Porto perdeu sete finais: três seguidas entre 2004 e 2006; duas em 2013 e 2014; e, novamente, mais duas seguidas: em 2018, no Dragão, frente ao Barcelona; este ano, no João Rocha com o Sporting.

Os outros duelos lusos na final foram ganhos pelo Benfica, nos únicos títulos do clube da Luz: em 2012/13 bateu no prolongamento o FC Porto (6-5); em 2015/16, ganhou à Oliveirense (5-3). O sétimo título português pertence ao Óquei de Barcelos, que em 1990/91 bateu por 4-3 o Monza no prolongamento da segunda mão (3-3). A primeira terminara empatada 4-4.

O primeiro título europeu foi ganho pelo Voltregà, que bateu na final o Monza, em 1965/66.

Palmarés por equipa
Barcelona: 22
Reus: 22
Igualada: 6
Liceo da Corunha: 6
Voltregá: 3
Sporting CP: 2 (1976/77; 2018/19)
SL Benfica: 2 (2012/13; 2015/16)
FC Porto: 2 (1985/86; 1989/90)
Óquei de Barcelos: 1 (1990/91)
Noia: 1
Follonica: 1
Total: 53

Palmarés por país
Espanha: 45
Portugal: 7
Itália: 1

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »