Portal de Angola
Informação ao minuto

Cem anos de Liceu Vieira Dias: Uma das figuras da História de Angola

Liceu Vieira Dias, é o nome artístico de Carlos Aniceto Vieira Dias, fundador dos Ngola Ritmos. (Foto: DR)

Jornal de Angola | Analtino Santos

O nacionalista Carlos Aniceto “Liceu” Vieira Dias, fundador do agrupamento musical Ngola Ritmos e considerado por muitos o Pai da Moderna Música Popular Urbana Angolana, foi durante sete dias alvo de intensas homenagens pelo centenário do seu aniversário natalício.

O promotor das celebrações, que contaram com a participação de familiares, contemporâneos, amantes e pesquisadores da música angolana, foi o Centro de Estudos Africanos da Universidade Católica de Angola (UCAN). Fizeram parte da agenda de eventos uma conferência, exposição de fotografias, apresentação de livros e exibição de filmes.

As actividades começaram na terça-feira, 1 de Maio, dia em que se Carlos Aniceto Vieira Dias estivesse em vida completaria exactamente 100 anos. O primeiro dia das celebrações foi marcado por testemunhos de familiares e momentos emotivos. Nas instalações do Centro de Estudos da UCAN, no Largo das Escolas, depois das saudações da Reitoria, foram expressos importantes testemunhos, como o do filho, o músico Carlitos Vieira Dias, que realçou não apenas o lado de artístico do pai, muito marcado pela música clássica, iniciado com aulas de piano e a música brasileira.

Carlitos Vieira Dias destacou o facto do pai ser um homem de fortes convicções e o seu envolvimento com o nacionalismo. Também revelou que tinha apenas 11 anos quando o pai foi preso pelo regime colonial.

Uma outra revelação, desconhecida por parte dos presentes e omitida pelos políticos e determinados segmentos da sociedade, foi feita pelo primo, Dom Filomeno Vieira Dias, que depois de ter apresentado o tema “O Homem e o Nacionalista”, falou da cumplicidade e hostilidade de alguns padres católicos. De uma forma pedagógica e conciliadora, foi forçado a responder à pergunta sobre o ostracismo que Liceu viveu nos anos que se seguiram à Independência.

Depois de ter feito o enquadramento histórico, com menção ao anseio pela liberdade, às contradições internas, abandono da causa, traições e outros aspectos que acontecem na vida de qualquer movimento de libertação, sem rodeios afirmou que o envolvimento de Liceu Vieira Dias na Revolta Activa, dentre outras desilusões, determinou o seu ostracismo.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »