Portal de Angola
Informação ao minuto

Sudaneses mantêm exigência de um governo civil

Manifestantes acenam bandeiras sudanesas, seguram cartazes e cantam slogans durante uma manifestação em frente ao Ministério da Defesa em Cartum, no Sudão, a 18 de Abril de 2019 (DR)

Os sudaneses mantiveram ontem a sua exigência de um governo civil após a destituição do presidente Omar al-Bashir há um mês.

A Associação de Profissionais do Sudão, da oposição, mantém em xeque o Conselho militar que assumiu a gestão do país, apesar das promessas de uma transição civil, noticiou o portal Africanews.

Os activistas convocaram uma campanha de desobediência civil para intensificar as pressões pacíficas sobre os militares através de greves e manifestações.

Diante disso, os militares anunciaram uma possível organização das eleições dentro de seis meses, ao invés dos dois anos inicialmente previstos, segundo a agência estatal de notícias SUNA.

al-Bashir, que governou o país desde 1989 após um golpe de Estado, renunciou o cargo a 11 de Abril face aos protestos desencadeados desde Dezembro de 2018 contra o seu governo.

Sobre o antigo presidente sudanês pesam dois mandados internacionais de captura por genocídio – o primeiro de 2009 e o outro de 2010 -, crimes de guerra e crimes contra a humanidade na região de Darfur, entre 2003 e 2008.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »