- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Cerca de 20 por cento dos potenciais eleitores moçambicanos podem ficar sem...

Cerca de 20 por cento dos potenciais eleitores moçambicanos podem ficar sem se recensear

VOA

A Sala da Paz, uma Plataforma de Observação Eleitoral Conjunta, que integra várias organizações da sociedade civil em Moçambique, diz que se não forem tomadas medidas correctivas, apenas cerca de 80 por cento de potenciais eleitores poderão ser recenseados até ao último dia do registo eleitoral, 30 de Maio corrente.

A Sala da Paz divulgou esta sexta-feira, 10, o relatório de avaliação preliminar do recenseamento eleitoral, em que afirma que o processo está a enfrentar vários problemas.

“A sala da paz fez um levantamento de 325 postos de recenseamento eleitoral que não funcionaram nos primeiros 15 dias, por falta de corrente eléctrica. Esses postos estão localizados nas províncias de Sofala, Manica, Zambézia e Cabo Delgado”, disse Juma Aiuba, porta-voz da Sala da Paz.

Aiuba afirmou que se os problemas não forem resolvidos, cerca de 59 mil potenciais eleitores poderão não participar nas eleições presidenciais, legislativas e das Assembleias Provinciais de 15 de Outubro próximo.

Refira-se que o registo eleitoral começou no dia 15 de Abril findo e deverá terminar no próximo dia 30, esperando-se que sejam recenseados cerca de sete milhões de novos potenciais eleitores.

- Publicidade -
- Publicidade -

João Lourenço: Três anos de governação em Angola e vários “tiros no pé”

Recuo na implementação das autarquias, incumprimento da promessa dos 500 mil empregos e da formação de Governo inclusivo, são algumas críticas apontadas ao Presidente...
- Publicidade -

Perito sugere reestruturação das Forças Armadas de Moçambique

O especialista em segurança Énio Chingotuane alerta que Moçambique reagiu tarde ao terrorismo. Por isso, defende a reestruturação profunda das Forças Armadas, mais investimento...

Covid-19: Analistas antecipam impacto desfavorável a JLo nas eleições de 2022

Analistas apontam impacto da Covid-19 como um dos constrangimentos que agravaram o mandato de João Lourenço, enquanto Chefe de Estado, marcado por exonerações, nomeações...

Três anos de Governo de JLo: Jovens mostram descontentamento nas ruas – MPLA denuncia campanhas de intoxicação

João Lourenço entra no seu 4º e último ano de mandato com o descontentamento social como uma das marcas deixadas neste período de governação...

Notícias relacionadas

João Lourenço: Três anos de governação em Angola e vários “tiros no pé”

Recuo na implementação das autarquias, incumprimento da promessa dos 500 mil empregos e da formação de Governo inclusivo, são algumas críticas apontadas ao Presidente...

Perito sugere reestruturação das Forças Armadas de Moçambique

O especialista em segurança Énio Chingotuane alerta que Moçambique reagiu tarde ao terrorismo. Por isso, defende a reestruturação profunda das Forças Armadas, mais investimento...

Covid-19: Analistas antecipam impacto desfavorável a JLo nas eleições de 2022

Analistas apontam impacto da Covid-19 como um dos constrangimentos que agravaram o mandato de João Lourenço, enquanto Chefe de Estado, marcado por exonerações, nomeações...

Três anos de Governo de JLo: Jovens mostram descontentamento nas ruas – MPLA denuncia campanhas de intoxicação

João Lourenço entra no seu 4º e último ano de mandato com o descontentamento social como uma das marcas deixadas neste período de governação...

Suíços rejeitam fim da livre circulação de pessoas com a UE

Partido populista de direita propôs revogar acordo bilateral com bloco europeu, alegando que país enfrenta "imigração descontrolada e excessiva". Criticada pelo governo, medida é...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.