Portal de Angola
Informação ao minuto

Saúde apresenta plano de prevenção da transmissão do VIH

APRESENTAÇÃO DO PLANO OPERACIONAL 2019-2021 DE PREVENÇÃO DA TRANSMISSÃO DO VIH DE MÃE PARA O FILHO NO MOXICO (FOTO: KINDA KYUNGU)

O plano operacional provincial 2019-2021 de prevenção da transmissão do VIH de mãe para o filho foi apresentado às esposas dos administradores municipais e comunais do Moxico, pelo departamento provincial da saúde e controle de endemias.

Segundo escreve Angop, lançado oficialmente em Dezembro de 2018, no estádio Mundunduleno do Luena, pela primeira-dama da República de Angola, Ana Dias Lourenço, o projecto, a nível local, é liderado pela mulher do governador provincial, Teresa Barcelos.

O plano operacional compreende diversas fases de prevenção primária, mobilização e treinamento das autoridades tradicionais, entidades religiosas, entre outras franjas da sociedade, para combater os tabus e mitos existentes em torno da doença nas comunidades.

O projecto visa igualmente incentivar as gestantes para aderir aos serviços de aconselhamento e testagem voluntária, bem como prevê treinar activistas para acompanharem as mulheres grávidas e os bebés antes e depois do parto, nas unidades sanitárias e suas residências.

O tratamento pediátrico, rastreio das crianças, testagens contínuas nas unidades sanitárias e a reactivação do projecto Juventude Informada, Responsável e Organizada (JIRO) consta também do plano para ajudar as pessoas afectadas com VIH/Sida a beneficiar o apoio psicossocial.

O plano, que envolve toda sociedade, visa eliminar a transmissão do vírus através do corte vertical, para a redução da morte materno – infantil por VIH, até 2022 no país.

Para se alcançar os objectivos almejados, o governador do Moxico, Gonçalves Muandumba, apelou as mulheres a ter maior dinamismo e capacidade mobilização das comunidades.

Dados do Departamento Provincial de Saúde Pública indicam que durante o primeiro trimestre do ano em curso, o sector diagnosticou quatro mil e 524 gestantes, das quais 159 seropositivas que já aderiram ao tratamento com a terapia anti-retroviral.

Das duas mil e 659 mulheres não gestantes diagnosticadas no mesmo período, 349 tiveram resultado positivo, das quais 245 aderiram ao tratamento com anti – retroviral.

Actualmente 2,1 milhões de crianças vivem no mundo com HIV, sendo que 1,4 milhões estão localizados em África, das quais 27 mil residem em Angola.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »