Radio Calema
InicioMundoAmérica do SulGuaidó acusa Maduro de 'golpe parlamentar' e convoca novos protestos

Guaidó acusa Maduro de ‘golpe parlamentar’ e convoca novos protestos

O autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, afirmou nesta quinta-feira (9) que o regime de Nicolás Maduro tenta dar um golpe na Assembleia Nacional – que é comandada pelo líder oposicionista, e convocou novos protestos para o sábado.

Durante entrevista coletiva, Guaidó disse acreditar que o regime vai prendê-lo. Na noite de quarta-feira, equipas do serviço de inteligência venezuelano prenderam o vice-presidente da Assembleia, Edgar Zambrano.

“Damos como certo a escalada repressiva do regime. Vão continuar a prender deputados e vão prender o presidente interino”, declarou Guaidó.

O líder da oposição também disse que a Venezuela “cruzou a ‘linha vermelha’ há muito tempo”. “Só tem uma saída, muito clara: aumentar a pressão com a Operação Liberdade e com ajuda internacional”, emendou Guaidó.

De acordo com o G1, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, usou as redes sociais para repudiar a prisão de Zambrano e de outros opositores. “O Brasil condena com veemência a prisão ilegal e arbitrária do vice-presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Edgar Zambrano, aliado do Presidente encarregado @jguaido, bem como a de todos os demais presos políticos pela ditadura de Maduro”, escreveu.

Além de Bolsonaro, o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, exigiu a libertação de Zambrano. “Este é um ataque à independência do órgão legislativo eleito democraticamente no país e faz parte dos constantes ataques do regime Maduro para achatar as divergências e o debate livre na Venezuela”, acrescentou.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.