Radio Calema
InicioEconomiaFazenda Agro-industrial caminha para auto - sustetablidade- Ministro da Defesa

Fazenda Agro-industrial caminha para auto – sustetablidade- Ministro da Defesa

O ministro da Defesa Nacional, Salviano Cerqueira afirmou, quinta-feira, no Bié, que a fazenda Agro- industrial situada no município de Camacupa, 82 quilómetros a leste da cidade do Cuito, que caminha para a sua auto-sustentablidade, escreve a Angop.

Em declarações à Imprensa local, no âmbito da sua primeira visita de trabalho ao empreendimento, agora sob gestão do Ministério da Defesa, Salviano Cerqueira mostrou-se satisfeito com os níveis de produção do cereal.

Segundo o ministro, na presente altura aguarda-se pela colheita de perto de dezasseis mil toneladas de cereais (milho e soja), num espaço de quinhentos hectares cultivados, salientando ainda a preparação de outros mil hectares de terra para o mesmo efeito.

Outrossim, tranquilizou a população que vive no perímetro da fazenda, avançando que o Ministério da Defesa, actual gestora do projecto vai prosseguir com o processo de reassentamento, assim como as devidas indemnizações do grupo-alvo.

“A direcção da fazenda em cooperação com a Administração do município de Camacupa já criaram condições de acomodação da população, onde maior parte das pessoas trabalham no projecto”. Frisou, descartando litígios entre as partes.

Por seu turno, o Governador do Bié, em exercício, José Fernando Tchatuvela disse a produção feita na fazenda Agro-Industrial de Camacupa anima o governo da província.

Quanto ao reassentamento das famílias, o governante disse o processo deu inicio em 2010 ainda na gestão da empresa Gesterra que prosseguiu até a vigência do Fundo Soberano que, acrescentou até ao momento, reassentou perto de 100 famílias das trezentas previstas

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.