Portal de Angola
Informação ao minuto

Estados Unidos apreendem cargueiro norte-coreano por violar sanções

(DR)

As autoridades norte-americanas apreenderam esta semana um navio cargueiro norte-coreano por alegadas violações de sanções da ONU, de acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Um alegado carregamento ilícito de carvão no navio Wise Honest terá motivado a sua apreensão por parte dos americanos. Ao que se sabe o carvão seria vendido a outros países, incluindo a China.

A CNN adianta que os Estados Unidos e a ONU acusam a Coreia do Norte de usar as vendas ilícitas de carvão para financiar o programa de armas nucleares e mísseis balísticos do país.

O Departamento de Justiça norte-americano disse, num comunicado, que a apreensão foi a primeira deste tipo, mas que faz parte de uma campanha de “pressão máxima” sobre o regime da Coreia do Norte.

“Este navio que estava a violar as sanções está fora de serviço”, disse o procurador-geral John Demers, chefe da Divisão de Segurança Nacional do Departamento de Justiça.

“Estamos profundamente comprometidos com o papel que o Departamento de Justiça desempenha ao aplicar pressão máxima ao regime norte-coreano, para cessar sua beligerância”, concluiu.

O Wise Honest, com mais de 17 mil toneladas, é um dos maiores cargueiros da frota da Coreia do Norte e já foi apreendido uma vez, em 2018 pela Indonésia.
Via negocial continua aberta

De acordo com a RTP, o navio está sob custódia norte-americana, mas os EUA asseguram que a sua apreensão não está relacionada com os testes de armamento realizados esta semana na Coreia do Norte.

A Coreia do Norte é alvo de sanções económicas dos Estados Unidos e das Nações Unidas, num esforço internacional com objetivo de negociar o fim do programa nuclear do país de Kim Jong-un.

No entanto, a apreensão do cargueiro pode aumentar as tensões entre os dois países, depois dos testes de armamento norte-coreanos e de Donald Trump afirmar que a Coreia do Norte “não está pronta” a negociar e “abrir mão” das armas nucleares.

A apreensão de quinta-feira aconteceu num momento em que a Coreia tem ameaçado as negociações com os EUA e depois de os líderes dos dois países terem encerrado abruptamente o seu último encontro, numa cimeira no Vietname, quando Trump se recusou a ceder às exigências de Kim Jong-un relativamente ao levantamento de algumas sanções – a menos que a Coreia aceitasse o desmantelamento das suas armas nucleares.

O Presidente norte-americano considera, contudo, que o líder do regime norte-coreano continua disponível a dialogar e a manter as negociações.

“Eu sei que eles querem negociar e que falam sobre as negociações. Mas acho que não estão prontos para negociar”, disse Tump, citado pela Reuters.

Relativamente aos testes de armamento, o Presidente dos Estados Unidos refere que “eram mísseis de curto alcance” mas que “ninguém está feliz com isso” e Washington vai “olhar para isto com atenção”.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »