Portal de Angola
Informação ao minuto

Hóquei em patins: Mundial custa 50 milhões de kwanzas

Imagem de arquivo (DR)

A participação de Angola no Campeonato do Mundo de hóquei em patins está estimada em cinquenta milhões de kwanzas, afirmou nesta quinta-feira o vice-presidente da federação angolana da modalidade, Pedro de Azevedo “Chipita”.

Em declarações à Angop, em Luanda, a propósito do plano de preparação da selecção nacional para o evento, a disputar-se de 7 a 14 de Julho, em Barcelona (Espanha), explicou que do valor total 40 milhões serão obtidos por via do Ministério da Juventude e Desportos e a outra parte (AKz 10 milhões) através de patrocínios.

Para o antigo praticante toda envolvente, desde a convocatória da selecção, aprovação do plano de treino e estágio em Portugal, está a depender da disponibilização das verbas por parte do ministério de tutela.

Outra questão também dependente prende-se com o cumprimento das exigências da equipa técnica da selecção que em Abril último apresentou proposta de demissão, após a conquista da quarta posição no torneio internacional de Montreux (Suíça).

Fernando Falé (treinador principal), António Victor “Duke” (treinador-adjunto), Mário Almeida (treinador de guarda-redes) e António Ferraz (preparador físico) exigem o pagamento de contratos, subsídios aos atletas e garantia de um estádio em Portugal.

Chipita descarta a hipótese de rescisão, argumentando tratar-se de uma equipa técnica cujo contrato iniciou por ocasião do Campeonato do Mundo, decorrido em 2017 na China, onde Angola obteve o inédito quinto lugar.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »