- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Regiões Metal raro do Longonjo com atenção especial da Operação Transparência

Metal raro do Longonjo com atenção especial da Operação Transparência

A reserva mineral do município do Longonjo, na província do Huambo, com 23 biliões de toneladas de minério bruto denominado “terras raras”, vai merecer especial atenção da Operação Transparência, escreve a Angop.

A promessa foi feita hoje, terça-feira, nesta província, pelo porta-voz da operação, comissário António Bernardo, no final de uma reunião operativa do Comando Avançado da Operação Transparência.

Explicou que o Estado vai criar os pressupostos necessários para garantir a segurança deste mineiro estratégico para o desenvolvimento do país, lembrando que o objectivo da operação transparência, em curso desde 25 de Setembro de 2018, é combater o tráfico de minerais estratégicos e a migração ilegal.

O comissário António Bernardo disse que a reserva mineral do Longonjo tem incidência capital no desenvolvimento económico do país, razão pela qual a atenção assemelhar-se-á a que se está a prestar a outras regiões do país onde decorrem actividades de exploração de diamante, ouro e outros minerais.

Por este facto, o oficial comissário da Polícia Nacional anunciou, para o próximo dia 25, a realização, na província do Huambo, da reunião do Sistema de Segurança Nacional, com a presença dos membros do Cuanza Sul, Bié e Benguela, para analisar os pressupostos necessários para garantir a segurança da riqueza do país.

Ainda na província do Huambo, prosseguiu, o Comando Avançado da Operação Transparência estender-se-á ao município da Chicala-Cholohanga, onde foi licenciada uma empresa para exploração de ouro, assim como no Chipindo, província da Huíla, no sentido de desincentivar a exploração ilegal e garantir a segurança das empresas licenciadas.

Lembrou que a operação visa, sobretudo, acabar com a exploração e comércio ilícito de minerais estratégicos e a migração ilegal, visto que o país precisa caminhar rapidamente para sua normalização, tendo em conta o desenvolvimento que se pretende alcançar em todos os aspectos.

“Por aquilo que se foi observando, no decurso de um trabalho de inteligência, o país estava a ser invadido, de forma silenciosa, por estrangeiros, mas, actualmente, a situação está controlada e precisa-se, por isso, outros pressupostos de ordem técnica, material e tecnológica, para tornar as fronteiras mais seguras e operacionais, com realce para os órgãos que têm a obrigação de controlar a migração no país, embora se esteja a viver num mundo mais globalizado”, enfatizou.

Lembrou que a migração ilegal quando não controlada acarreta problemas de estabilidade social e outro tipo de situação desaconselhável para qualquer Estado, razão pela qual o país precisa saber quantos estão, o que fazem e permitir que nas áreas estratégicas de desenvolvimento do país estejam somente pessoas devidamente autorizadas.

Sublinhou que a operação visa, também, aconselhar os cidadãos nacionais e estrangeiros a observar os princípios legais, sobretudo na actividade dos minerais estratégicos, em que devem estar cadastradas e autorizados pelos responsáveis pela organização, controlo, auxílio e fiscalização desta actividade, cuja tributação cabe ao Estado.

Num breve balanço da operação no mar, o comissário António Bernardo disse que desde a sua implementação, a 25 de Março deste ano, foi possível apreender mais de uma dezena de embarcações ilegais, fruto de um trabalho consistente, permanente e sucessivo de prevenção e presunção.

Disse que, além da pesca, no mar se verifica o tráfico de seres humanos, emigração ilegal, transbordos de mercadoria, com realce para o petróleo e tráfico de armas.

- Publicidade -
- Publicidade -

Venezuela anuncia criação de seus próprios sistemas de armas para defender integridade do país

Nesta sexta-feira (25), o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, ordenou através de um decreto presidencial "construir de maneira imediata" o Conselho Militar, Científico, Industrial e...
- Publicidade -

Especial/João Lourenço: O desafio de fazer uma Angola melhor

Na terça-feira, dia 22 de Setembro, o Chefe de Estado fazia a última intervenção, antes de completar três anos desde que tomou posse como...

INAGBE: Bolsa de mérito para as melhores universidades do mundo com muitas vagas por preencher

Das 300 bolsas previstas pelo programa de envio anual de angolanos com alto desempenho e mérito académico para as melhores universidades do mundo, apenas...

Sonangol desmente colaborador de Isabel dos Santos e sai em defesa de Manuel Vicente

A Sonangol refuta as acusações feitas por Mário Leite Silva, um antigo assessor de Isabel dos Santos, onde este diz que Manuel Domingos Vicente,...

Notícias relacionadas

Venezuela anuncia criação de seus próprios sistemas de armas para defender integridade do país

Nesta sexta-feira (25), o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, ordenou através de um decreto presidencial "construir de maneira imediata" o Conselho Militar, Científico, Industrial e...

Especial/João Lourenço: O desafio de fazer uma Angola melhor

Na terça-feira, dia 22 de Setembro, o Chefe de Estado fazia a última intervenção, antes de completar três anos desde que tomou posse como...

INAGBE: Bolsa de mérito para as melhores universidades do mundo com muitas vagas por preencher

Das 300 bolsas previstas pelo programa de envio anual de angolanos com alto desempenho e mérito académico para as melhores universidades do mundo, apenas...

Sonangol desmente colaborador de Isabel dos Santos e sai em defesa de Manuel Vicente

A Sonangol refuta as acusações feitas por Mário Leite Silva, um antigo assessor de Isabel dos Santos, onde este diz que Manuel Domingos Vicente,...

Presidente da República aborda cooperação com líder Chinês

O Presidente da República, João Lourenço, manteve nesta sexta-feira, 25 de Setembro, uma conversa telefónica com o seu homólogo chinês, Xi Jinping. Segundo apurou o...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.