Portal de Angola
Informação ao minuto

Aumenta número de mulheres afectadas com mioma uterino

MULHERES GESTANTES NA MATERNIDADE (ARQUIVO) (FOTO: ANGOP)

Oitenta por cento dos casos ginecológicos tratados no Hospital Augusto Ngangula são miomas uterinos, informou ontem, ao Jornal de Angola o médico Gineco-obstetra Claudino Cipriano.

O especialista admitiu haver um elevado número de mulheres que, sem perceber, vivem com a enfermidade que causa infertilidade, pois a patologia é um tumor benigno mas registam-se muitos internamentos naquela unidade hospitalar.

“É frequente em mulheres em idade reprodutiva, constituindo uma causa de peso no processo de infertilidade, o que faz com que elas acorram às consultas relatando dificuldades de engravidar ou perdas frequentes de gestações. Outras, porém, chegam aos serviços de emergência devido as hemorragias”, disse o médico.

De acordo com Claudino Cipriano, a doença permanece assintomática por muito tempo, motivo pelo qual as pacientes não se apercebem do seu estado de saúde, recorrendo apenas aos serviços médicos quando apresentam complicações como dor pélvica e hemorragia vaginal.
O medico aponta vários factores de risco para a progressão da doença das quais destacam-se a menarca precoce, nuliparidade, história de miomas em parentes do 1º grau, dieta com base em carnes vermelhas, álcool, cafeína e obesidade.

O Gineco-obstetra Claudino Cipriano explica que os miomas podem ser únicos ou múltiplos e são classificados de acordo a sua localização anatómica. “Os casos são diagnosticados através de exames médicos tais como ecografia pélvica, ressonância magnética, tomografia axial computarizada, histeroscopia, raio x simples da pelve e histerossalpingografia”.

“O tratamento pode ser médico ou cirúrgico. No serviço de ginecologia cirúrgica a maioria das pacientes (70%) são histerectomizadas
– tratamento definitivo dos miomas que se caracteriza pela retirada parcial (histerectomia subtotal) e retirada total do útero (histerectomia)”.

Claudino Cipriano salientou que 30 por cento das pacientes são submetidas a miomectomia (cirurgia caracterizada pela retirada de mioma com o objectivo de conservar o útero e manter a possibilidade de a mulher ter filhos).

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »