Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Cabinda: Governador pede colaboração dos munícipes no combate a imigração ilegal

Governador de Cabinda pede maior vigilância nos postos de entrada e saida de estrangeiros - Posto de Massabi (FOTO: ANGOP)

Angop

O governador de Cabinda, Eugénio Laborinho, apelou terça-feira aos munícipes a denunciarem casos de imigração ilegal, assim como manterem-se vigilantes e colaborarem com os órgãos de defesa, segurança e da justiça a denunciarem casos que aconteçam nas comunidades.

O governante fez este pedido na abertura do programa comemorativo dos 63 anos da cidade de Cabinda, que se assinala dia 28 do corrente mês, tendo acrescentando “ser tarefa de todos os munícipes da província a colaboraram com aos órgãos de segurança, para acabar com a imigração ilegal, que tem se verificado”.

Segundo o governador, as autoridades da província, a sociedade civil de Cabinda devem trabalhar em conjunto para o bem comum, que é a tranquilidade da província.

Eugénio Laborinho apontou como causas negativas da imigração ilegal o número elevado de ceitas religiosas e igrejas, células de oração que alteram os usos e costumes locais fomentando actos e costumes, crimes violentos, entre outros.

De 2018 até Abril de 2019, o Serviço de Migração e Estrangeiros de Cabinda expulsou do país 13 mil e 963 cidadãos estrangeiros de diferentes nacionalidades em situação migratória irregular.

A província de Cabinda, partilha uma vasta fronteira comum entre terrestre, fluvial e marítima com a RDC e Congo Brazaville.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »